Jornal do Commercio
Notícia
Contemporâneo

15º Festival de Circo do Brasil celebra a resistência dos artistas

Maratona de espetáculos, oficina e filmes vai de 1 a 10 de novembro

Publicado em 31/10/2019, às 19h12

Tato Villanueva abre o festival com 'Molavin, ópera-bufa' / Divulgação
Tato Villanueva abre o festival com 'Molavin, ópera-bufa'
Divulgação
Márcio Bastos

Estimular o exercício da liberdade, da empatia e reforçar a importância da coletividade é uma das armas mais poderosas contra o autoritarismo e a opressão – e também uma missão dos artistas que entendem a importância de seu ofício. Para celebrar essa batalha histórica e diária, o Festival de Circo do Brasil homenageia este ano os fazedores de cultura, classificando-os de Super Humanos, em referência ao seu poder de superação e criação diante das adversidades. A maratona cênica ocupa o Recife a partir de 1º de novembro com uma programação que prioriza a pluralidade da arte circense e segue até o dia 10.

A preocupação em montar uma grade que evidencie a complexidade da produção na área não só no Brasil, mas no mundo, tem sido uma característica do festival desde sua fundação. Pela capital pernambucana já passaram trabalhos desafiadores, tanto em termos técnicos quanto temáticos, que ampliam a percepção do público sobre o que é circo. No Festival de Circo do Brasil, tradição e contemporaneidade não são tratados como opostos, mas como partes de uma arte milenar em transformação constante.

A escolha do tema desta edição foi, segundo Danielle Hoover, curadora e idealizadora do festival, reflexo dos acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo do último ano. Diante de tantos ataques aos artistas e à cultura.

“Nossa ideia foi celebrar esse lado humano, o que acabou influenciando toda a curadoria. Mais do que questões técnicas, no interessou o que estava sendo levado para a cena, do que se está falando”, explicou. “Esta é uma edição que reflete o contexto social e também para qual lugar o festival está caminhando.”

Dentro dessa proposta em que a complexidade do ser humano toma a dianteira, a atração de abertura, Molavin, evidencia o poder da arte da representação, o fascínio exercido por um artista diante do público. O espetáculo é uma espécie de ópera-bufa e conta a história de Boris, personagem interpretado pelo argentino Tato Villanueva. Ele é o oposto do que sua época representa: enquanto a tecnologia prospera, com o advento da luz elétrica e a invenção de máquinas como carros, ele se apresenta como contador de fábulas, místico, curandeiro e astrólogo. Como ele, suas idiossincrasias e o que ele representa se inserem neste mundo?

As sutilezas e singularidades de vivências são aprofundadas ainda em obras como Íntimo, da Lamala (SP) centrada nas relações amorosas e que acompanha uma dupla de acrobatas cujos corpos precisam um do outro para realizar os números. Ou ainda em O Mundo de Hunterwasser, da Cia Vá de Bordo (SP), inspirada na vida do pintor, escultor e arquiteto austríaco Friedensreich Hundertwasser e fala sobre as possibilidades criativas em contraste à assepsia da automatização da vida.

Outra característica do 15º Festival de Circo do Brasil é o foco em atrações brasileiras e latino-americanas, com grupos do Uruguai e da Argentina. Entre as atrações internacionais, há ainda trabalhos da França e da Espanha, que chegam ao Recife com apoio, respectivamente, do Consulado da França no Nordeste, do Institut Français e da Embaixada da Espanha. Além dessas parcerias, o festival contou com incentivo do Funcultura, fomento fundamental para a realização desta edição, uma vez que houve cortes nos patrocínios federais.



Como tradicionalmente faz, o evento também contará com atividades formativas: uma oficina com Tato Villanueva direcionada a palhaços e atores interessados em aprofundar na criação da personagem; e uma com a Cia Suno focada nos pontos de equilíbrio do corpo, revelando as semelhanças e diferenças entre cada pessoa. Ambas são gratuitas, voltadas para maiores de 16 anos. As inscrições são pelo email festivaldecircodobrasil@gmail.com.

Também serão realizadas apresentações gratuitas em espaços públicos, como o Museu do Estado e o Bairro do Recife, além de atividades em hospitais do Recife, e sessões de cinema no Cinema do Museu (Fundaj Casa Forte).

Os ingressos para esta edição custam R$ 30 e R$ 15 (Teatro Santa Isabel) e R$ 20 e R$ 10 (teatros Apolo e Hermilo Borba Filho). Sócios do JC Clube têm 50% de desconto, na compra de até dois ingressos nas bilheterias dos teatros.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DO 15º FESTIVAL DE CIRCO DO BRASIL:

Dia 01/11 - Sexta

Teatro Santa Isabel

20h - Molavin (Tato Villanueva- ARG)- Classificação etária: 10 anos


Dia 02/11 - Sábado

Museu do Estado - 10h às 19h / Gratuito e Livre / Endereço: Av Rui Barbosa, 960, Graças 

Feirinha do Circo - Mais de 20 expositores

Vivências Circenses (Cia Brincantes - PE)

Sonho de Uma Profissão (Rapha Santacruz - PE)

Chulos (Cia Dual - SP) 

Gulp (Clap Clap - URU/ARG) 

O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões (Cia D. Zefinha - CE) 

Rascunho 37 (Cia Gravitá - SP)

 

Teatro Apolo

19h- Íntimo (Cia Lamala - SP) - Classificação etária: 10 anos

 

Teatro Sta Isabel

20h- Molavin (Tato Villanueva - ARG) - Classificação etária: 10 anos


Dia 03/11 - Domingo

Museu do Estado - 10h às 19h / Gratuito e Livre / Endereço: Av Rui Barbosa, 960, Graças 

Feirinha do Circo - Mais de 20 expositores

Vivências Circenses (Cia Brincantes - PE)

Duba Becker (Cia Suno - SP)

Gulp (Clap Clap - URU/ARG) 

O Circo Sem Teto da Lona Furada dos Bufões (Cia D. Zefinha - CE) 

Rascunho 37 (Cia Gravitá - SP) 

 

EXTERNA GRATUITA (LIVRE) / Recife Antigo

16h - Chulos (Cia Dual - SP) 

 

Teatro Apolo

19h- Íntimo (Cia LaMala - SP) - Classificação etária: 10 anos

 

Dia 05/11 - Terça

Teatro Apolo

10h- O Mundo de Hundertwasser (Cia Va de Bordo - SP)/Programação para escolas

15h- O Mundo de Hundertwasser (Cia Va de Bordo - SP)/Programação para escolas

 

Estúdio Luni

14h- Oficina “O Elo Perdido”, por Tato Villanueva e Leticia Vetrano (inscrições limitadas pelo email festivaldecircodobrasil@gmail. com)

 

Teatro Hermilo

19h30- La Mecánique des Ombres (Cie Mecánique des Ombres - FRA) - Classificação etária: 10 anos

 

CINEMA GRATUITO* Cinema do Museu. Fundação Joaquim Nabuco, Av 17 de Agosto, 2187, Casa Forte

20h- O Grande Circo Místico - Classificação etária: 16 anos

*Sujeito à lotação do cinema

Dia 06/11 - Quarta

Teatro Apolo

10h- O Mundo de Hundertwasser (Cia Va de Bordo - SP)/Programação para escolas

15h- O Mundo de Hundertwasser (Cia Va de Bordo - SP)/Programação para escolas

 

Estúdio Luni

14h- Oficina “O Elo Perdido”, por Tato Villanueva e Leticia Vetrano (inscrições limitadas pelo email festivaldecircodobrasil@gmail. com)

 

EXTERNA GRATUITA (LIVRE) / Sítio da Trindade

10h- Palhaçaria (Cia Suno - SP)

 

Teatro Hermilo

19h30- La Mecánique des Ombres (Cie Mecánique des Ombres - FRA) - Classificação etária: 10 anos

 

CINEMA GRATUITO* Cinema do Museu. Fundação Joaquim Nabuco, Av 17 de Agosto, 2187, Casa Forte

20h- Monga - Classificação etária: 12 anos

*Sujeito à lotação do cinema

 

Teatro Sta Isabel

20h- Clov’s, o Internacionável (Cia Lá nos Fundos - SC) - Classificação etária: livre


Dia 07/11 - Quinta

 

Teatro Apolo

10h- O Mundo de Hundertwasser (Cia Va de Bordo - SP)

15h- O Mundo de Hundertwasser (Cia Va de Bordo - SP)

 

Estúdio Luni

14h- Oficina “O Elo Perdido”, por Tato Villanueva e Leticia Vetrano (inscrições limitadas pelo email festivaldecircodobrasil@gmail. com)

 

Teatro Hermilo

19h30- Probabilidades - (Coletivo Lateral - SP). Classificação etária: Livre

 

Teatro Sta Isabel

20h- Eh Man Hé (Zero en Conducta - ESP) - Classificação etária: 10 anos

  

Dia 08/11 - Sexta

Teatro Apolo

19h- Fuera! (Letícia Vetrano - ARG) - Classificação etária: 10 anos

 

Teatro Hermilo

Oficina “Objetos e Corpo em Equilíbrio (Cia Suno-SP)

 

EXTERNA GRATUITA (LIVRE) / Compaz Governador Eduardo Campos (Alto Sta Terezinha)

16h- Probabilidades (Coletivo Lateral - SP)

 

Teatro Sta Isabel

20h- Eh Man Hé (Zero en Conducta - ESP) - Classificação etária: 10 anos

 


Dia 09/11 - Sábado

EXTERNA GRATUITA (LIVRE) / Parque da Macaxeira

16h- Gulp (Clap Clap - URU/ARG) 

 

Teatro Hermilo

18h- Opá, Uma Missão (Lívia Falcão - PE) - Classificação etária: Livre

 

Teatro Apolo

16h30- Três Variando (Irmãos Atada - SP) - Classificação etária: Livre

 

Teatro Marco Camarotti (Rua 13 de Maio, 455 / Sesc - Santo Amaro)

16h- Cenas Curtas (Doutores da Alegria - PE) - Classificação etária: Livre

 

Teatro Sta Isabel

20h- Molavin (Tato Villanueva - ARG) - Classificação etária: 10 anos


Dia 10/11 - Domingo

 

EXTERNA GRATUITA (LIVRE) / Poço da Panela - a partir das 16h

Feirinha do Poço

Palhaçaria (Cia Suno - SP) 

Clov’s, O Internacionável (Cia Lá Nos Fundos - SC)

 

EXTERNA GRATUITA (LIVRE) / 2º Jardim - Boa Viagem

16h- Gulp (Clap Clap - URU/ARG)

  

Teatro Apolo

16h30- Três Variando (Irmãos Atada - SP) - Classificação etária: Livre

 

Teatro Marco Camarotti (Rua 13 de Maio, 455 / Sesc - Santo Amaro)

16h- Cenas Curtas (Doutores da Alegria - PE) - Classificação etária: Livre

 

CINEMA GRATUITO* Cinema do Museu. Fundação Joaquim Nabuco, Av 17 de Agosto, 2187, Casa Forte

14h- Dumbo - Live action - Classificação etária: Livre

*Sujeito à lotação do cinema.

 

Teatro Hermilo

18h- Opá, Uma Missão (Lívia Falcão - PE) - Classificação etária: Livre




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM