Jornal do Commercio
ARTES

Sérgio Pires busca estados da alma humana na mostra 'Natureza Última'

Exposição fica em cartaz no Shopping Paço Alfândega e tem entrada gratuita

Publicado em 03/01/2017, às 11h43

Sérgio Pires:
Sérgio Pires: "A arte tem essa função de tocar a sensibilidade de quem a contempla"
Foto: Divulgação
JC Online

O publicitário e artista plástico Sérgio Pires colocará à mostra suas pinturas feitas em acrílica sobre tela na exposição Natureza Última, em cartaz no Shopping Paço Alfândega, Bairro do Recife, de 5 a 17 de janeiro, com acesso gratuito ao público. São cerca de 20 telas, boa parte de verve expressionista e abstrata.

TRAJETÓRIA

Apaixonado por fotografia e pinturas, Sérgio Pires imergiu no universo artístico depois de temporada em Nova YorK, nos Estados Unidos, com visitas a museus e galerias locais, que lhe impulsionaram nas artes plásticas. “Sempre fui autodidata e passei a estudar e desenvolver a arte em meus dias, priorizando o olhar mais interior sobre as coisas. Na exposição Leitura Visual (2005) e o Verbo (2016), pintei muito a partir de textos e poesias que me inspiravam indo do figurativo a quadros quase abstratos onde cor e textura têm presença marcante", comentou.




Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

"Muitos assuntos me interessam e tornam-se objeto de pesquisa, mas sempre sou atraído para pintar estados internos, estados da alma humana dentro dessa busca por algo mais interior diante desse exterior por vezes tão sem sentido. A arte então tem essa função de tocar a sensibilidade de quem a contempla”, diz Sérgio.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM