Jornal do Commercio
ARTES VISUAIS

Filme 'Ohpera Muda', de Alejandra Riera, é exibido no Cinema do Museu

O projeto foi feito com a Cia. Teatral Ueinzz, criada com pacientes psiquiátricos do Instituto A Casa

Publicado em 13/07/2017, às 15h25

Imagem do filme 'Ohpera Muda' / Divulgação
Imagem do filme 'Ohpera Muda'
Divulgação
JC Online

Quando conheceu a Cia. Teatral Ueinzz, criada com pacientes psiquiátricos do Instituto A Casa, a artista e diretora argentina radicada em Paris Alejandra Riera começou a tecer projetos em colaboração com o grupo. Desse contato, foi forjando o filme Ohpera Muda, que será exibido nesta quinta, a partir das 19h30, no Cinema do Museu, seguido de um debate. Um pouco antes, às 18h30, o filósofo Peter Pál Pelbart lança a nova edição do livro O Avesso do Niilismo – Cartografias do Esgotamento (N-1 Edições).

Ohpera Muda foi criado dentro do projeto Event and Duration, da plataforma holandesa de residências artísticas If I Can’t Dance, I Don’t Want To Be Part of Your Revolution. O filme é definido como o documento de uma experiência, com a data de 9 de julho de 2016. Começou a ser feito antes, com trechos exibidos na 31ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo, em 2014, em uma sessão no Parque Ibirapuera, onde foram recolhidos depoimentos e experiências. Um dos pontos de partida da obra é a remoção de uma estátua de Cristovão Colombo em Buenos Aires, forma também de pensar a construção e demolição da história.



“O filme traz questões da condição de vida das pessoas no mundo de hoje. É também a culminância da relação entre Alejandra e o grupo Ueinzz”, comenta o coordenador de Artes Plásticas da Fundação Joaquim Nabuco, Moacir Santos. Ohpera Muda vai ser apresentado na ocasião por Frédérique Bergholtz, diretor do coletivo If I Can’t Dance..., e, depois da exibição, debatido por Alejandra e Peter Pál Pelbart, que é também um dos criadores da Cia. Teatral Ueinzz.

LIVRO

A obra de Alejandra teve poucas exibições desde que ganhou a sua versão atual: uma na Holanda e duas em São Paulo ao longo da última semana. Além do filme, o evento na Fundaj vai ter os livros da editora N-1, incluindo a nova edição do livro de Peter Pál, que vai autografar os exemplares de O Avesso do Niilismo.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM