Jornal do Commercio
Restaurante

Möer ganha operação fixa no Recife Antigo

Depois de oonsolidar um ótimo serviço de entrega, operação do chef Romero Petribu estreia no Recife Antigo com pratos clássicos e muito bem executados de todo o mundo

Publicado em 15/01/2018, às 15h32

Möer: comida do mundo feita com intimidade / Divulgação
Möer: comida do mundo feita com intimidade
Divulgação
Bruno Albertim

O pernambucano Romero Petribu é um feliz fruto da geração de chefs globe-trotters. Com um currículo pontuado por fogões de cidades como São Paulo, Londres, Marselha, Lyon e Barcelona, ele vai incorporando ao seu fazer gastronômico clássicos de outras paragens e os exprime com a mesma naturalidade com que faria um guisadinho aprendido com a própria avó. Isso faz toda diferença no Möer, o pequeno e bem cuidado restaurante que ele acaba de abrir na Rua da Moeda, ainda um dos corações boêmios do Recife Antigo. Há um ano, a marca já funciona como um (excelente) serviço de entrega de refeições.

O serviço continua, mas, com seu sucesso, veio a necessidade de uma operação física. O Möer físico tem essa feliz ambiguidade: percebemos o apuro técnico do chef na preocupação de exibir cada ingrediente em seu melhor momento. E, embora visualmente bem elaborada, sua comida não deixa de exalar a densidade de cada tradição.

Vejamos, por exemplo, o meatloaf. Seu bolo de carne, tão tradicional quanto a neblina londrina, parece ter sido feito por uma exímia avó inglesa de bochechas rosadas. Com dois cortes triturados, paleta e patinho, é temperado com presunto, bacon, pimentões, cebola e, para virar um bolo antes de assado sob pinceladas de barbecue, ganha massa com ovos e brioche moído. Nem a rainha resistiria.



Como todos os pratos do cardápio, escolhida a proteína, selecionam-se os acompanhamentos: legumes grelhados, arroz, feijão preto, farofa, batatas gratin, espaguete ao pomodoro. O meatlof faz parte do cardápio do delivery, mas pode ser ordenado no salão se o cliente assim desejar.

Para o almoço mais objetivo de quem trabalha ali pelo centro, a casa lista uma série de pratos executivos. Farta, muitíssimo bem regada com molho e lascas de grana padano que não engana, a Ceasar Salad já é uma das melhores da cidade. O cuscuz marroquino com passas, frutas secas e um frango longamente marinado, idem. O picadinho, com creme, arroz biro-biro e batatas como sugestão de acompanhamento, um dos mais robustos. Para os mais leves, opções como escondidinho com batata-doce. Os PFs custam entre cerca de R$ 23 e cerca de R$ 29.

NOITE

A partir das quartas, o Möer abre também à noite. E vira ponto para uma cerveja gelada respaldada por itens para compartilhar como o carré suíno com torradas (R$ 33) ou para detonar a fome com um burguer, caseiro (R$ 21) ou a ótima ideia de converter a Caesar Salad num sanduíche (R$ 21). Para este chef, globalização jamais seria deformação de identidade, apenas o exercício espontâneo, e bem aplicado na cozinha, do cosmopolitismo de um mundo com algumas fronteiras a menos.

Möer. Rua da Moeda, 88, Bairro do Recife http://moercomfortfood.com.br/. Fone: 3071-7130.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM