Jornal do Commercio
RIOMAR

Francisco Rebelo equilibra sotaques lusitano e regional no Douro In

Restaurante do RioMar tem como diferencial um cardápio executivo com ótimos preços e pratos

Publicado em 17/01/2019, às 14h12

Chef Francisco Rebelo tem larga experiência em restaurantes no Brasil e Exterior / Leo Motta/JC Imagem
Chef Francisco Rebelo tem larga experiência em restaurantes no Brasil e Exterior
Leo Motta/JC Imagem
Flávia de Gusmão

O Douro In, no RioMar, está com novo chef, Francisco Rebelo, que renovou 60% do cardápio à la carte e 30% do menu executivo. Este, aliás, é um dos diferenciais da casa que, à hora do almoço, pratica um preço tão tentador quanto as opções que serve. Entrada (salada ou caldinho) e sobremesa (o doce do dia) são incluídos no preço no prato principal, com variações que vão de R$ 39 (a coxa e sobrecoxa de frango desossadas, grelhadas na manteiga de ervas, servidas com arroz sete grãos e mix de folhas) a R$ 59 (o Filé de Alijó – dois medalhões de mignon com molho roti, julienne de legumes e risoto de parmesão).

Rebelo, recifense que tem no currículo passagem por vários restaurantes, nacionais e internacionais, trabalhou em cima do conceito do Douro In, o de ser um restaurante internacional, com sotaque português e pegada regional. Pode parecer muito para abarcar, mas não é que funciona harmonicamente?

MAESTRO

A tarefa que coube ao chef é administrar uma cozinha que precisa despachar uma lista de opções que, nos padrões de hoje, é considerada bastante extensa. É quase como se uma orquestra sinfônica precisasse tocar numa mesma noite um repertório que exigisse virtuosismo dos seus mais diversos setores. Rebelo, neste caso, é o maestro.



Depois que se desfez de restaurantes comerciais que mantinha no Recife, isso lá pelo longínquo ano de 1997, Francisco Rebelo migrou para São Paulo onde passou por casas como o La Tambouille, Charlot, Leopoldo, esteve sob o comando de profissionais como Laurent Suaudeau e Christophe Bess, ajudoua inaugurar casas como o Na Mesa – primeiro voo solo de Alex Atala, estudou gastronomia no Senac de Águas de São Pedro e foi um dos primeiros professores do então incipiente curso de gastronomia da Anhebi-Morumbi.

Comida com sabor. Poderíamos dizer que esta é a prioridade de Rebelo, que nem por isso se descuida da apresentação. O ponto obtido no bacalhau já se tornou lendário. Como pode ser conferido em um dos destaque do cardápio à la carte, sob a forma do Lagareiro: desmanchando-se em lascas, regado no azeite, com cebolas, pimentões vermelhos e batatas (R$ 105). Ou arroz de pato, receita da vovó, com o caldo que rega o cereal sendo proveniente dos sucos resultantes do assado da ave. Divino.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM