Jornal do Commercio
Notícia
Gastronomia

Nosso Empório e Bistrô aposta em cozinha sem rótulos e afetiva

Espaço nem Casa Forte, Zona Norte do Recife, é comandado por Sofia Mota

Publicado em 03/05/2019, às 14h00

Espaço fica aberto do final da manhã até a noite e tem opções de lanches, almoço e jantar / Alexandre Gondim/JC Imagem
Espaço fica aberto do final da manhã até a noite e tem opções de lanches, almoço e jantar
Alexandre Gondim/JC Imagem
Márcio Bastos

Um espaço marcado pela afetividade, o cuidado e um senso de coletividade. É com essa proposta que nasceu o Nosso Empório e Bistrô, nova opção gastronômica da Zona Norte do Recife. Localizado em Casa Forte, é comandado pela chef Sofia Mota, que retorna aos menus autorais após sete anos dedicados à consultorias.

Ideia que foi tomando formas aos poucos, com cuidado e dedicação, o Nosso é resultado de esforços coletivos de Sofia e seus sócios, Roberto e Thulio Guerra. Inicialmente, a ideia era abrir apenas um empório, mas a dimensão do lugar e a confluência de vontades de expandir as possibilidades fez com que se transformasse também em um bistrô.

Com estilo eclético, mas aconchegante, a ideia é que o cliente sinta-se confortável, como na casa de amigos. O espaço tem 50 lugares em um salão único que pode ser desfrutado nos três turnos, sem intervalos.

LIVRE DE RÓTULOS

Segundo Sofia, é impossível definir o recorte do cardápio – e a intenção é justamente apostar na diversidade. Esta vontade por experimentar se aflorou após os anos voltados para a consultoria, momento em que ela precisava atender a expectativas e demandas daqueles que a contratavam. Agora, quer deixar a criatividade fluir sem compromisso com uma linha específica.

“Não tenho queria rótulos. Não é só cozinha italiana, francesa, regional. Tem um pouco de tudo a partir da minha leitura dessas receitas. Talvez a única premissa é que seja comida de casa, no sentido de ser muito afetiva, com valorização de ingredientes locais”, explica a chef.

Um prato que promete ser carro-chefe da casa é a francesinha, prato típico da cidade do Porto, em Portugal. Trata-se de um sanduíche com linguiça artesanal de pernil, bife, queijo, molho à base de tomate cozido por muitas horas e ovo. Sofia, no entanto, fez suas adaptações, como utilizar brioche francês amanteigado ao invés do pão de caixa.



O Nosso oferece também várias opções de pães de fermentação natural, como croissants, brioches e outras seleções produzidas com farinha italiana.

Há opções para todos os gostos, desde tábua de frios até pratos mais elaborados, como a panelinha de camarão com vatapá de milho, moquequinha vegana, risoto de beterraba, baião cremoso de camarão, hambúrguer, entre outros.

Para quem procura uma opção doce, a pedida é uma sobremesa com farofa de brownie, sorvete de chocolate e, longe do óbvio, uma calda quente de café com chocolate.

Nos fins de semana, quando abre mais cedo, a casa oferece café da manhã, servido com salada de frutas, iogurte, pão artesanal, raiz do dia ou cuscuz peitinho, além de ovo, queijo de coalho, bolo, café e suco do dia. Para uma pessoa sai a R$ 32 e, para duas, R$ 65.

A carta de vinhos da casa também é recheada, com brancos, tintos, rosés e espumantes disponíveis em diferentes faixas de preço. A taxa de rolha custa R$ 30.

Serviços

Nosso Empório e Bistrô – Rua Alfredo Fernandes, 61, Casa Forte. Funcionamento: de terça a quinta, das 10h às 23h (empório) e das 12h às 23h (restaurante); sexta, das 10h à 0h (empório) e das 12h à 0h (restaurante); sábado, das 8h à 0h, e domingo, das 8h às 16h. Informações: 3127-3627




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM