Jornal do Commercio
Comédia

As aventuras do cômico jornalista Agamenon chegam aos cinemas em janeiro

Filme é estrelado pelos atores Marcelo Madureira e Hubert, da trupe Casseta e Planeta, que criaram o personagem

Publicado em 14/12/2011, às 13h55

Eduardo Amorim

No próximo dia 6 de janeiro, estréia nos cinemas de todo o Brasil a nova comédia dos atores Hubert e Marcelo Madureira da trupe Casseta e Planeta. As aventuras de Agamenon – o repórter foi dirigido por Victor Lopes e tem a participação de atores convidados como Luana Piovani, Fernando Montenegro e Marcelo Adnet.

Nesta quarta-feira, em São Paulo, o elenco do filme esteve reunido em São Paulo, após uma apresentação exclusiva para a imprensa, para conversar sobre a produção que retrata um jornalista fantasioso que assina uma coluna do jornal carioca O Globo há mais de 20 anos. O diretor Victor Lopes pensava nesta produção desde que era estudante de cinema e precisou batalhar para convencer Hubert e Marcelo Madureira a participarem da filmagem do personagem, criado pelos dois antes mesmo de começarem a atuar no Casseta e Planeta.

Sobre a ausência dos outros atores da trupe, Hubert explica que “o Agamenon é uma coisa muito particular minha e do Marcelo, então a gente achou que o filme não deveria ser mais um filme do Casseta e Planeta, deveria ser um filme dos caras que resolveram fazer um filme por conta própria”. Eles escrevem semanalmente a coluna, sempre inventando tiradas engraçadas sobre acontecimentos da vida brasileira e carioca.

Interpretado por Marcelo Adnet, quando jovem, e por Hubert na fase pós-ataque atômico de Hiroshima, Agamenon aparece entrevistando personagens como Gandhi, Freud e Einstein. Além disso, Caetano, Fernando Henrique Cardoso, Jô Soares, Ruy Castro, Zeca Pagodinho e outros personagens como o cantor Tom Gilberto que foram piada na coluna, alguns durante anos, dão depoimentos sobre o mentiroso jornalista.

Para Suzana Vieira, o jornalista é “a maior brochada da minha vida”. O diretor Victor Lopes lembrou que o roteiro sugeria algumas frases para os entrevistados, mas diz que a maioria deles acabou improvisando. E agradeceu, já que “várias dessas pessoas foram profundamente sacaneadas pelo Agamenon durante anos”.



Marcelo Madureira faz questão de dizer que Agamenon é uma comédia, mas após assistir o longa-metragem a impressão que temos é que se trata de um documentário-mentira. As risadas na coletiva, no entanto, comprovam que os comediantes ainda têm muito a acrescentar como atores e criadores, mas o filme não é de deixar ninguém gargalhando desvairadamente.

A atriz Luana Piovani, que faz a fogosa e nunca fiel esposa Isaura, foi o principal tema das piadas dos atores, já que esteve participando da coletiva fantasiada de mulher invisível. Para os atores, ainda não é sabido o autor da gravidez dela, mas há rumores de que o Pato, inspirado na música de João Gilberto que aparece durante todo o filme, pode ser o pai. Marcelo Adnet, que faz o personagem na fase de apaixonamento e início do casamento, fez questão de dizer que apesar das cenas de suruba e beijos de língua “semi-técnicos” é amigo do marido da atriz.

O personagem assumiu também uma função importante. “Marcelo D2 ia dizer vamos cremar o Agamenon, mas ele não foi no enterro e a frase acabou indo para o pato”, explicou Marcelo Madureira, lembrando com bom humor que o cantor e o ator Paulo Cesar Pereio foram os convidados que acabaram furando na hora das gravações.  O filme tem cenas de insinuações de sexo e em várias cenas aparece a referência à maconha.

Apesar de fazer questão de dizer que o filme e o personagem são totalmente ficção, Marcelo Madureira admite inspirações da vida real na hora de criar. “Um conhecido nosso se apaixonou numa suruba, casou com essa pessoa e foram infelizes para sempre”, contou ele, sobre uma pessoa real que inspirou o romance de Agamenon. A arte imita a vida.

O jornalista viajou a convite da produtora Downtown Filmes.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM