Jornal do Commercio
CINEMA

Pernambuco conquista Grand Slam do cinema brasileiro

Em menos de um ano, Estado abocanhou principais prêmios dos três maiores festivais nacionais

Publicado em 19/08/2013, às 07h31

Hilton Lacerda recebe Kikito das mãos de Murilo Rosa / Edison Vara/Press Photo
Hilton Lacerda recebe Kikito das mãos de Murilo Rosa
Edison Vara/Press Photo
Ernesto Barros

Com Era uma vez eu, Verônica, de Marcelo Gomes, e Eles voltam, de Marcelo Lordello, que dividiram o Candango de Melhor Filme no Festival de Brasília; a conquista do Prêmio Redentor da Première Brasil, no Festival do Rio, por O som ao redor, de Kleber Mendonça Filho; e o Kikito de Melhor Filme para Tatuagem, na noite de sábado passado, no Festival de Gramado, pode se dizer que o cinema pernambuco ganhou o Grand Slam dos festivais de cinema brasileiros ocorridos nos últimos doze meses. Essas vitórias consecutivas comprovaram, de uma vez por todas, que o encontro entre o apoio governamental e o talento dos cineastas colocou a produção local na posição de mais importante do País.



Entre os filmes que concorreram na Mostra de Longas-metragens Brasileiros, Tatuagem foi de longe a obra cinematográfica que mais brilhou durante o festival. A maneira como Hilton Lacerda olha para o passado – ao contar a história de um agrupamento humano sui generis numa época barra-pesada – e se dirige para o presente trouxe reflexões bem mais frutíferas que os outros sete filmes da competição. Se isso não se traduziu numa maior quantidade de prêmios, o problema é por causa da tendência ecumênica do Festival de Gramado. Este ano, todos os filmes saíram com algum prêmio na mão. Apesar disso, os três Kikitos são motivos de muita comemoração. Além de Melhor Filme, Tatuagem ganhou ainda os de Melhor Ator (Irandhir Santos) e Melhor Trilha Musical (DJ Dolores), como também o Troféu Cidade de Gramado como Melhor Filme Brasileiro pelo Júri da Crítica.

Leia a reportegam completa na edição desta segunda-feira (19/08) no Caderno C, do Jornal do Commercio.

O repórter viajou a convite da organização do festival.

 

 

 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM