Jornal do Commercio
ESTADOS UNIDOS

Ator de Capitão América discute com deputado líder da Ku Klux Klan

"Não podemos deixar o ódio falar mais alto", afirmou Chris Evans

Publicado em 10/02/2017, às 09h41

Chris Evans é conhecido por viver o Capitão América nos cinemas / Foto: AFP/ Getty Images
Chris Evans é conhecido por viver o Capitão América nos cinemas
Foto: AFP/ Getty Images
JC Online

O ator Chris Evans, famoso por viver o Capitão América nos cinemas, discutiu no Twitter com David Duke, ex-líder do grupo racista e reacionário Ku Klux Klan e deputado dos Estados Unidos. Duke também é conhecido por negar a existência do holocausto.

DISCUSSÃO

O bate-boca começou quando Chris Evans criticou a escolha do legislador Jeff Sessions como procurador-geral dos Estados Unidos durante o governo de Donald Trump - decisão apoiada por Duke.

"Se David Duke...DAVID!...DUKE...acredita que você está certo, você sem dúvidas está errado. A escolha de Jeff Sessions vai além do explicável”, escreveu Evans no Twitter. O deputado respondeu: “Um típico ator idiota - se tudo o que digo é errado, então quando digo que sou contra as guerras sionistas você deve ser a favor delas, correto Capitão América?”. 

O ator retrucou com um link reunindo 25 frases e comentários racistas de Duke: “Bem, se essas besteiras de intolerância são alguns de seus pensamentos, então continuo com o que disse. Não podemos deixar o ódio falar mais alto”.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM