Jornal do Commercio
CINEMA

Irmã de Heath Ledger desmente boatos de que morte do ator foi consequência do papel de Coringa

Kate Ledger afirmou que ele não estava deprimido na época de sua morte por overdose

Publicado em 24/04/2017, às 08h57

Heath Ledger venceu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel em Batman: Cavaleiro das Trevas / Foto: Reprodução
Heath Ledger venceu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu papel em Batman: Cavaleiro das Trevas
Foto: Reprodução
JC Online

Ao contrário da lenda urbana, a dedicação de Heath Ledger em interpretar o Coringa no filme Batman: Cavaleiro das Trevas não contribuiu para a overdose que o matou, em 2008. Da mesma forma, a especulação sobre sua saúde mental na época também era amplamente infundada.

Kate Ledger, irmã do ator, refutou os boatos no lançamento do documentário Eu Sou Heath Ledger, em Londres. "Eu fiquei realmente chocada porque ele estava se divertindo. Todo relatório que saía dizia que ele estava deprimido e que o papel o estava deixando deprimido. Honestamente, foi totalmente o oposto. Isso não poderia estar mais errado. Ele tinha um senso de humor incrível, e acho que talvez apenas a família e amigos sabiam mas ele estava se divertindo!", comentou.



A MORTE TRÁGICA

Heath Ledger morreu devido à overdose de medicamentos tarja preta. Os boatos que circularam diziam que o papel do Coringa lhe causou uma insônia aguda que o levou aos remédios. Ele morreu em janeiro de 2008, um mês antes de vencer o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante, recebido por sua irmã Kate.

“Agradeço à Academia e a Christopher Nolan, por terem dado a Heath a liberdade de criar e explorar esse louco personagem. Esse prêmio sela a sua determinação em ser aceito por todos vocês e também por essa indústria”, afirmou Kim Ledger na premiação.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM