Jornal do Commercio
ANIMAGE 2017

Francês Manolo e pernambucano Fazenda Rosa vencem o Animage 2017

Curta-metragens de Abel Ringot e Chia Beloto levaram o prêmio principal e o brasileiro na 8ª edição do festival

Publicado em 04/12/2017, às 12h43

Fazenda Rosa, de Chia Beloto / Reprodução
Fazenda Rosa, de Chia Beloto
Reprodução
JC Online

O filme francês Manolo, de Abel Ringot, e o pernambucano Fazenda Rosa, de Chia Beloto, receberam os prêmios de Melhor Curta-Metragem e Melhor Curta Brasileiro no 8º Animage - Festival Internacional de Animação de Pernambuco. O espanhol Cavalls Morts, Marc Riba e Anna Solanas, foi o preferido do público.



O júri da Mostra Competitiva do Animage 2017 foi composto por Rosana Urbes, William Paiva e Bruno Cabús. A 8ª edição do festival recebeu quase 600 inscrições de 61 países. Divididos entre a Mostra Competitiva e Mostra Competitiva Infantil, com curadoria de Julio Cavani, 88 curtas de 28 países concorreram aos prêmios. Confira a lista completa:

Animage 2017

Melhor Curta-Metragem - Grande Prêmio Animage: Manolo de Abel Ringot  (França)

 Melhor Curta Infantil: Le Petit Bonhomme de Poche, de Ana Chubinidze (França)

Melhor Curta Brasileiro: Fazenda Rosa, de Chia Beloto (PE/Brasil)

Menção honrosa: Torre, de Nádia Mangolini (SP/Brasil)

Prêmio do Público: Cavalls Morts, de Marc Riba & Anna Solanas  (Espanha)

Melhor Direção: Sog, de Jonatan Schwenk (Alemanha)

Melhor Roteiro: Catherine, de Britt Raes (Bélgica)

Melhor Direção de Arte: Journal Anime?, de Donato Sansone (França)

Melhor Técnica: Love, de Reka Bucsi (EUA)

Menção honrosa: The Full Story, de Dayse Jacobs & Christopher Wilder (Inglaterra)

Melhor Som: Susurrus, de Na Yon Chon (EUA)

 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM