Jornal do Commercio
DIFAMAÇÃO

Leonardo DiCaprio é processado por personagem de 'Lobo de Wall Street'

Andrew Greene diz que o personagem baseado nele foi alvo de 'pesquisa mal feita' e terminou o difamando

Publicado em 07/03/2018, às 14h40

Leonardo DiCaprio em cena de 'O Lobo de Wall Street' / Divulgação
Leonardo DiCaprio em cena de 'O Lobo de Wall Street'
Divulgação
Estadão Conteúdo

Um ex-executivo da Stratton Oakmont, empresa que foi retratada no filme "O Lobo de Wall Street", está processando o ator Leonardo DiCaprio e os produtores do longa por difamação. Andrew Greene, que foi o diretor jurídico da empresa nos anos 1990, entrou com a ação em 2014 afirmando que o personagem Nicky 'Rugrat' Koskoff (interpretado por P.J. Byrne) foi inspirado nele e que os crimes que ele comete no filme refletem negativamente na sua imagem.

Na última segunda-feira, 5, a revista "The Hollywood Reporter" obteve os depoimentos de DiCaprio e dos produtores. A defesa de Greene está argumentando que os atores e produtores fizeram uma pesquisa mal feita e, portanto, o que foi refletido no filme não condizia com a realidade.

"Eu fiz um tour de Wall Street, li o livro e observei as pessoas que andavam pela rua. Fora isso, não me lembro de mais nada", teria dito DiCaprio no depoimento, explicando como estudou o personagem que interpretou no longa, Jordan Belfort, então presidente da empresa.



Em seu depoimento, Martin Scorsese, diretor do filme, teria afirmado que não conversou com ninguém que era da companhia e baseou seu roteiro em um livro escrito pelo próprio Jordan Belfort.

DIFAMAÇÃO

A defesa de Greene afirmou que Belfort tem má reputação e tendência a contar mentiras e que seu livro provocaria uma má interpretação dos fatos. Os advogados ainda afirmam que, como ninguém que trabalhou na empresa foi consultado, o roteiro é falho e sujeito a cometer difamações e injúrias contra as pessoas nas quais os personagens foram inspirados.

Se os argumentos de Greene forem aceitos pela juíza, o caso deve ir a julgamento ainda neste ano.

"O Lobo de Wall Street" foi lançado em 2013 e chegou ao Brasil no ano seguinte. No filme, Jordan Belfort é um ambicioso corretor da Bolsa de Valores que cria um verdadeiro império, enriquecendo de forma rápida, porém ilegal.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM