Jornal do Commercio
#METOO

Henry Cavill diz que não flerta por medo de ser acusado de assédio

'Há algo de maravilhoso em um homem indo atrás de uma mulher', disse o ator em entrevista

Publicado em 12/07/2018, às 19h42

O ator Henry Cavill / Divulgação
O ator Henry Cavill
Divulgação
Estadão Conteúdo

Henry Cavill foi criticado nas redes sociais após comentar sobre o movimento #MeToo em uma recente entrevista à GQ Australia. Ele disse que, após o movimento, ficou com receio de flertar com mulheres e ser acusado de assédio.

"As coisas têm de mudar, absolutamente. É importante também manter as coisas boas, que eram uma qualidade no passado, e se livrar das coisas ruins", disse Cavill sobre o comportamento dos homens.

"Há algo de maravilhoso em um homem indo atrás de uma mulher. Eu acho que uma mulher deveria ser cortejada e perseguida, mas acho que eu sou tradicional por pensar assim", disse.



REGRAS

"É muito difícil fazer isso se há certas regras no lugar. Porque é assim: 'Bem, eu não quero levantar e ir falar com ela, porque eu serei chamado de estuprador ou algo assim'. Então você fica, tipo: 'Esquece, eu vou chamar uma ex-namorada, e depois voltar para um relacionamento que nunca funcionou de verdade'. Mas é mais seguro do que eu me jogar nas chamas de um incêndio, porque eu sou alguém que está sendo observado pelo público, e se eu flertar com alguém, quem sabe o que pode acontecer?", falou.

"Agora você não pode tentar persuadir alguém que disse 'não'. É tipo: 'Ok, tá bom'. Mas depois é: 'Ah, por que você desistiu?', e eu penso: 'Bem, porque eu não queria ir pra cadeia?", concluiu

O posicionamento do ator gerou muitas críticas nas redes sociais.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM