Jornal do Commercio
Humor

Com Carlos Alberto de Nóbrega, Helenas e paródia ecumênica, Tá no Ar arrebenta no último programa

Despedida da terceira temporada do humorístico de Marcelo Adnet e Marcius Melhem na Globo causou nas redes sociais

Publicado em 06/04/2016, às 11h05

Marcius Melhem surpreendeu como a Velha Surda ao contracenar com Carlos Alberto de Nóbrega no Tá no Ar. / Foto: Twitter/@RealitySocial/Reprodução
Marcius Melhem surpreendeu como a Velha Surda ao contracenar com Carlos Alberto de Nóbrega no Tá no Ar.
Foto: Twitter/@RealitySocial/Reprodução
Robson Gomes

O décimo e último programa da terceira temporada do Tá No Ar - A TV na TV, na Rede Globo, nesta terça-feira (5) fez uma despedida marcante que causou excelente repercussão, principalmente nas redes sociais.

Logo na abertura, a esquete que reuniu todas as Helenas da teledramaturgia da Globo foi bastante saudosista. Com muito bom humor, a cena contou com Maitê Proença, Christiane Torloni, Júlia Lemmertz, Taís Araújo, Vera Fischer, Regina Duarte e as participações especiais de Lilia Cabral e José Mayer. Na mesma sequência, a mistura de novelas entre as tramas de Manoel Carlos e O Clone, de Glória Perez, foi muito bem executada.

Na saída do primeiro bloco, o humorístico recebeu o ator Carlos Alberto de Nóbrega, do SBT/TV Jornal, para refazer uma cena de A Praça é Nossa. Marcius Melhem reviveu a clássica personagem da Velha Surda com perfeição, com direito a todos jargões e texto impecável, arrancando muitos elogios dos telespectadores nas redes sociais.



Nos já esperados clipes de encerramento do programa, o Tá No Ar surpreende com We Are The Ovo, utilizando a personagem da Galinha Preta Pintadinha para parodiar a clássica canção We Are The World. O que chamou a atenção foi o mote da liberdade religiosa, onde "galinhas" de todas as religiões cantaram sobre sua fé, algo que o humorístico sempre brincou durante toda a temporada, mas agora, numa esquete mais respeitosa (e necessária).

O Tá No Ar já está confirmado na programação de 2017 da Rede Globo. E o programa desta terça-feira comprovou que o humor inteligente de Adnet, Melhem e companhia merece durar por muito mais temporadas.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM