Jornal do Commercio
DRAMATURGIA

A Garota da Moto é a nova série do SBT

Produção estreia no dia 13 de julho, no horário nobre do canal, e em outubro vai ser apresentada no canal Fox Life

Publicado em 29/06/2016, às 12h40

Daniela Escobar, Chris Ubach e Enzo Barone durante o lançamento da série A Garota da Moto  / Leonardo Nunes/Divulgação
Daniela Escobar, Chris Ubach e Enzo Barone durante o lançamento da série A Garota da Moto
Leonardo Nunes/Divulgação
Murilo Busolin/Estadão Conteúdo

A mais nova aposta do SBT no horário nobre é a série A Garota da Moto, que estreia no dia 13 de julho e será exibida de segunda a sexta, às 21h30 . A trama possui 26 episódios e conta com produção da Mixer e do canal Fox Life, onde será exibida no mês de outubro, ganhando um tempo de descanso da TV aberta antes de estrear no canal a cabo

"Foi uma experiência maravilhosa. Eu preciso agradecer principalmente aos produtores e escritores, porque acho que a história dessa mulher tão independente está na hora certa de ser contada, não poderia ter uma época melhor para a estreia de uma série com protagonismo feminino e que foge do padrão 'mulher com romance clichê' e história redondinha", enfatizou Christiana Ubach, a intérprete de Joana.

A Garota da Moto é dirigida por João Daniel Tikhomiroff e possui no elenco nomes como Murilo Grossi, Sacha Bali e Martha Nowill.

A série retrata a história de Joana, interpretada por Christiana Ubach (Malhação ID, 2009), uma motociclista determinada, que se arrisca nas ruas de São Paulo para criar o pequeno Nico, interpretado por Enzo Barone.

A motogirl vive sobre duas rodas uma rotina intensa e perigosa de muito trabalho e tem a vida atormentada pela vilã Bernarda, vivida pela atriz Daniela Escobar (O Clone, 2011), uma milionária que acredita que Joana e Enzo podem ameaçar a sua fortuna.

Bernarda descobre que seu falecido marido teve um caso com Joana no passado e que o fruto do relacionamento oculto dos dois resultou no nascimento de Enzo. Desde então, ela decide perseguir e matar a motogirl e seu filho.




Galeria de imagens

Legenda
Anteriores
Próximas

Pela primeira vez em sua carreira, Daniela Escobar interpreta uma antagonista, após uma vasta carreira de novelas na Globo. "Não tinha um texto óbvio, então isso é o maior presente que um ator pode receber. Durante esses sete meses de filmagens eu adquiri muito conhecimento, é uma experiência muito nova e rica pra mim", cita Daniela.

A atriz explica que para a construção de suas personagens em novelas, no momento em que recebe o projeto, acaba escolhendo uma música específica para se inspirar e melhor desenvolvê-las, mas que dessa vez foi completamente diferente.

"É uma grande mudança em minha carreira, então o meu prazer é muito maior, eu adoro fazer coisas novas, eu adoro uma mudança e eu fiquei muito emocionada ao me conectar com esse projeto. Foi meu primeiro trabalho com uma produção independente desse porte, fora do ramo da televisão em si e eu não precisei escolher uma música para garantir inspiração da Bernarda", disse a atriz.

"Ela surgiu inspiradora desde as três semanas seguidas que passamos com os envolvidos do projeto para podermos nos aprofundar sobre a trama. A Bernarda é uma psicopata de verdade, que quer matar uma criança por dinheiro", disse Daniela.

Christiana Ubach revelou que aprendeu a dirigir moto para interpretar a corajosa protagonista. "Eu aprendi a andar de moto de verdade, precisei tirar carta e tudo mais, virei motoqueira sim", disse aos risos.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Sozinhas nasce uma mãe Sozinhas nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM