Jornal do Commercio
Distinção

Silvio Santos é doutor honoris causa em comunicação

O apresentador receberá o título em seu programa

Publicado em 07/07/2016, às 17h03

Apresentador receberá maior distinção de uma instituição de ensino superior / Lourival Ribeiro / SBT
Apresentador receberá maior distinção de uma instituição de ensino superior
Lourival Ribeiro / SBT

Ele não cursou a faculdade. Nem essa, nem outra. Mas neste domingo, 10 de julho, Silvio Santos receberá o título de doutor honoris causa em Comunicação do Grupo Educacional Inepe/Facinepe. "Diploma de Doutor em Comunicação? Agora eu sou doutor! Quero avisar: funcionário do SBT que não me chamar de "Doutor", tá na rua! Tá despedido!", brincou o apresentador mais irreverente do Brasil arrancando gargalhasdas da plateia. "Muito obrigado aos gaúchos, muito obrigado aos porto alegrenses pela gentileza. A honra foi minha.", completará Silvio.


A entrega será feita pelo CEO do Grupo Prof. Dr. Faustino Júnior e pelo vice-reitor Prof. Dr. Thiago Nicolau de Araújo no programa deste final de semana. "Vieram especialmente para me homenagear no programa? Fiquei surpreso porque me disseram que vocês iriam vir ao programa me trazer um título ou uma medalha. Não sei por que razão", indagará, como se nada soubesse,  Silvio Santos.




O título foi expedido pela Faculdade Centro Sul do Paraná (Facspar). "Silvio é o maior comunicador do Brasil e é inestimável sua contribuição para o aprimoramento dos estudos da comunicação", destacou o CEO do grupo ao qual pertence a faculdade,  Faustino Júnior.


O Programa Silvio Santos vai ao ar todos os domingos, a partir das 20h, no SBT/TV Jornal.


Palavras-chave


Comentários

Por Prof. Dr. Faustino da Rosa Júnior ,09/09/2016

Faustino da Rosa Júnior enfatiza a importância do Direito Médico O especialista ressalta que apenas seis profissionais no Brasil são aptos a tratar do tema . Acesse: www.facinepe.edu.br www.faustinojunior.com.br Tratar das relações jurídicas que surgem da atividade médica é foco do Direito Médico. A área é nova no país e conta com poucos advogados especialistas. Mesmo sem ser reconhecida como um ramo autônomo do Direito, faltam profissionais especializados para dedicarem-se a todo o arcabouço jurídico que envolve as normas que regulamentam a prestação dos serviços de saúde e o exercício da profissão médica. Prof. Dr. Faustino da Rosa Júnior, especialista em Direito Médico, doutor em Direito e em Direito Constitucional, enfatiza que apenas cerca de seis profissionais no Brasil são aptos a tratar do tema. “Nós tratamos das relações jurídicas que se estabelecem entre os médicos, entre médicos e pacientes e entre médicos e associações, instituições e conselhos. O sujeito destinatário, ou seja, o cliente, é o profissional médico. Entretanto, levando em conta o código de ética médico, não são somente eles, mas todos os profissionais que de alguma maneira exercem atividade tida como ato médico”, explica. Entre os trabalhos desenvolvidos, está a defesa em responsabilidade civil dos hospitais, clínicas, médicos e assistentes e defesas perante os Conselhos Regionais e o Conselho Federal. De acordo com Faustino da Rosa Júnior, não existe hoje no mercado profissionais jurídicos que dominem a matéria e que possam defender os médicos em questões como erro médico ou em ações relativas a sociedades médicas. “Infelizmente, nós só temos hoje advogados que conhecem o outro lado da relação, que é a do paciente”, enfatiza o especialista. Prof. Dr. Faustino da Rosa Júnior Especialista em Direito Médico, Prof. Dr. Faustino da Rosa Júnior é doutor em Direito e em Direito Constitucional, além de membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RS. Professor universitário há mais de 10 anos, agrega experiências de atuação nos maiores grupos educacionais do Brasil. Atualmente é Chief Executive Office do Grupo Educacional Facinepe, referência em formação médica continuada. Reitor INEPE, FACINEPE, FACSPAR



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM