Jornal do Commercio
DRAMATURGIA

Série Fim do Mundo, de Hilton Lacerda, estreia no Canal Brasil

Contos de autores nordestinos são a base para a história da produção, que conta com atores como Hermila Guedes, Jesuíta Barbosa e Marcélia Cartaxo

Publicado em 18/11/2016, às 05h34

Hermila Guedes e Jesuíta Barbosa interpretam mãe e filho que entram em contato com o passado da família / João Lucas Melo/Divulgação
Hermila Guedes e Jesuíta Barbosa interpretam mãe e filho que entram em contato com o passado da família
João Lucas Melo/Divulgação
JC Online

O clima tenso dentro do carro sinaliza que Vitória e Cristiano não estão confortáveis com a ideia de ficar em Desterro. Na história da série Fim do Mundo, mãe e filho, interpretados por Hermila Guedes e Jesuíta Barbosa, se vêem obrigados a ir para aquela pequena cidade no interior do Nordeste por questões particulares, mas acabam tendo contato com mistérios relacionados a outras gerações da família. Os desdobramentos destes reencontros e descobertas começam a ser revelados ao telespectador sábado (19/11), quando a série de Hilton Lacerda estreia no Canal Brasil. Mas o primeiro episódio, exibido na TV às 22h (horário de Brasília), já está disponível para o público no site GloboSat Play.

Ao chegar a Desterro, que Vitória define com palavras como "fim do mundo" e inferno, ela e o filho são recepcionados na porta de casa pela ironia de Balbino (Alberto Pires). "Ah, já voltou?", desafia ele, que ainda se refere ao sobrinho como "esse problema aí". Sentadas perto de Balbino estão Mazé (Marcélia Cartaxo) e Joaninha (Larissa Leão), que permanecem silenciosamente distantes dos recém-chegados.

Aos poucos, entre conversas com a mãe e caminhadas pela cidade, Cristiano começa a ter contato com o passado da família. Em uma lan house, ele conhece Pedro (Artur Maia), que mais tarde o apresenta a Liana (Hermínia Mendes). Os três jovens passam um tempo fumando e conversando em uma casa abandonada, que foi o cenário para episódios trágicos no passado dos familiares de Cristiano.

Nessa casa moravam Delmira (Andréa Veruska), Juvêncio (Bruno Goya) e as duas filhas do casal. Cristiano tem contato com a história deles a partir dos relatos de Liana e Pedro e começa a entender melhor certos silêncios de sua família. O silêncio, aliás, é um fator importante no início da série. Ele reina na cidade fictícia e contribui para o ar de mistério da história, em diálogo com a fotografia elaborada por Breno César. Ao menos neste primeiro episódio, há muitas cenas noturnas ou que se passam no interior das casas.



 

 

ORIGENS

Fim do Mundo é formada por cinco capítulos, cada um deles inspirado em diferentes contos escritos por nordestinos. O cearense radicado no Recife Ronaldo Correia de Brito é o autor de Mentira de Amor, que serve como base para o episódio de estreia, e também escolheu outros três contos - Mateus, de Hermilo Borba Filho; O Dia em que Céu Casou, de José Carlos Viana; e Castilho Hernandez, o Cantor e Sua Solidão, de Sidney Rocha. O último texto é um inédito do próprio Hilton, intitulado Fim do Mundo.

O pernambucano, que divide a direção da série com Lírio Ferreira, explica que sua ideia não era se prender aos contos e adaptá-los para o cinema, diretamente. Por isso, foram escolhidos para o projeto, antes chamado Conto que Vejo, textos que possuem uma unidade pela narrativa proposta.

As gravações ocorreram em novembro de 2015, em Triunfo (o JC visitou o set). Fim do Mundo tem trilha sonora original criada pelo DJ Dolores, que a executa junto com os músicos Leo D, Yuri Queiroga, tendo como convidados Jr. Black e Geraldo Maia. Entre as músicas escutadas pelo público estão Elena, de Vinícius Sarmento, e The Last Train - DJ Dolores, Spok, Yuri Queiroga, Marion Lemonier e Lira.

 





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM