Jornal do Commercio
ENTREVISTA

Eliane Giardini compara 'Dois Irmãos' a tragédias gregas

Em entrevista, a atriz fala a respeito da obsessão de Zana por um dos filhos e a experiência de dividir a personagem com outras duas atrizes

Publicado em 11/01/2017, às 10h32

Eliane como Zana, a mãe dos gêmeos Omar e Yaqub em 'Dois Irmãos' / Foto: TV Globo/Divulgação
Eliane como Zana, a mãe dos gêmeos Omar e Yaqub em 'Dois Irmãos'
Foto: TV Globo/Divulgação
Raquel Rodrigues da Estadão Conteúdo

A força de Eliane Giardini na pele de Zana é inegável. Em 'Dois Irmãos', exibida após 'A Lei do Amor', na Globo, a mãe dos gêmeos Omar e Yaqub (Cauã Reymond) é quem comanda a família. Ela é a figura que domina e segrega o espaço familiar, abandonando aos poucos o marido Halim (Antonio Calloni/Antonio Fagundes) e colocando na sua sombra a filha caçula, Rânia (Bruna Caram).

Na entrevista a seguir, a atriz de 64 anos fala sobre a obsessão de Zana por um dos gêmeos, as diferenças entre cada fase da personagem e qual foi o momento mais doloroso de gravar na minissérie de Maria Camargo, baseada na obra de mesmo nome de Milton Hatoum. Além disso, Eliane revela detalhes do processo de preparação do elenco e como foi dividir o papel com Juliana Paes e Gabriella Mustafá.

ENTREVISTA / ELIANE GIARDINI

Em 'Dois Irmãos', Zana tem noção do quanto a predileção dela por um dos gêmeos os afasta?

ELIANE GIARDINI - Acho que Zana não tem essa consciência de que está criando um abismo entre os filhos. Ela não é uma mulher que para por um momento para refletir, é uma pessoa de ação. Vai fazendo e as consequências vão chegando. Então, vai lidando com elas e a situação piora cada vez mais.

A sua fase como Zana é bem distinta das anteriores?

ELIANE - Sim. A primeira é de encantamento, porque encontrou o amor da vida dela e vai construir uma família. Juliana (Paes) já pega os primeiros conflitos e enfrenta o principal, que é o da partida de um dos gêmeos. E a minha parte é aquela em que Zana lida com as consequências de todas essas escolhas anteriores. Às vezes, eu ficava com raiva dela.



Para você, qual foi o momento mais doloroso da personagem?

ELIANE - Dentro da minha fase, a personagem também passa por mudanças. A mais dolorosa, acho, é quando ela já está viúva e com o filho demente. Eu fico arrepiada só de falar. Ela vai junto com o Omar para o fundo do poço. Se ele for pro quinto dos infernos, ela vai junto. 

Como foi sua preparação para esse papel?

ELIANE - Tive muito tempo. Fiquei sabendo que ia fazer um ano antes de começarmos a gravar. Li duzentas vezes o livro. E, todas as vezes, entendia uma coisa que não tinha visto ainda. Parecia sempre uma história nova. Assisti a filmes e li tragédias gregas, porque achei que tinha proximidade com a personagem. Elas me ajudaram a ver a profundidade desse conflito É muito difícil fazer drama. Depois, quando começou o processo mesmo, tivemos acesso a muitas informações. Desde aprender a fazer algumas comidas árabes até a dançar, além do que ouvimos em palestras e exercícios de improvisação. Foi um trabalho bem intenso para dez capítulos, sete meses de trabalho árduo.

Como foi dividir a mesma personagem com outras atrizes?

ELIANE - Fizemos muita improvisação juntas, nós três, além das que tive com o Calloni. Todas misturadas, com cenas das três fases. É uma forma de você passar pela história toda. Mas não tivemos uma preocupação em buscar semelhanças físicas. Nos concentramos no temperamento e na temperatura. Escolhi algumas cenas para assistir, como o nascimento dos gêmeos e a partida deles. Vi para ter essas memórias mesmo.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM