Jornal do Commercio
ASSÉDIO

Leticia Sabatella sobre José Mayer: Não é para linchar, é resistência'

Em entrevista ao Glamurama, a atriz explicou seu posicionamento contra o caso de assédio

Publicado em 04/04/2017, às 15h24

Leticia Sabatella e José Mayer / Divulgação
Leticia Sabatella e José Mayer
Divulgação
JC Online

A atriz Leticia Sabatella falou nesta terça (4/4/) ao site Glamurama sobre a campanha contra o assédio que juntou várias atrizes da Globo. A denúncia do assédio surgiu através de um texto da figurinista Susllem Tonani, de A Lei do Amor, que disse que José Mayer tocou na sua genitália e a xingou.

“Tudo isso faz parte da cultura do machismo. (...) Ele não é um monstro, existe uma cultura que incentiva para que isso aconteça. Não é para linchar, mas para alertar para que essa pessoa saia dessa lógica de supremacia, de superioridade que acha que pode exercer sobre a mulher, ainda mais uma hierarquicamente menor na empresa”, disse Leticia Sabatella na entrevista.



Leticia Sabatella ainda continuou: “Então é um caminho da resistência, de se colocar lucidez sobre isso. Se mexe com uma, realmente mexe com todas mesmo. (...) Não quero a propagação do ódio e um bode expiatório, não quero a morte pública de ninguém, mas desculpas são bem vindas. É um alerta necessário. Não foi em vão”.

DESCULPAS

Nesta terça (4/4), José Mayer admitiu que “errou” e pediu desculpas por atos e pensamentos machistas. Antes, havia dito que Susllem Tonani havia confundido gestos do personagem Tião, de A Lei do Amor, com atitudes suas.

José Mayer foi afastado da próxima novela que faria na Globo e não deve ser mais cotado para papéis de galã.





Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM