Jornal do Commercio
Resumo das Novelas

Deus Salve o Rei: Virgílio agride Afonso

E Rodolfo decide se preparar para assumir o trono de Montemor

Publicado em 12/01/2018, às 00h32

Ricardo Pereira é Virgílio em Deus Salve o Rei. / Foto: TV Globo/Divulgação
Ricardo Pereira é Virgílio em Deus Salve o Rei.
Foto: TV Globo/Divulgação
JC Online

No capítulo desta sexta-feira (12/1) de Deus Salve o Rei, Virgílio (Ricardo Pereira) agride Afonso (Romulo Estrela), deixando-o ainda mais debilitado. Rodolfo (Johnny Massaro) decide se preparar para assumir o trono, mas seu desempenho na Academia Militar é decepcionante. Catarina (Bruna Marquezine) sente que Constantino (José Fidalgo) compartilha de suas ideias a respeito de fortalecer o exército de Artena. Crisélia (Rosamaria Murtinho) decide comunicar diretamente ao povo sobre a morte de Afonso e, para desespero de Rodolfo, avisa ao neto que ele fará um pronunciamento.



Martinho não gosta do rompimento do noivado de Amália

Crisélia anuncia ao povo que Rodolfo será o novo rei. Amália (Marina Ruy Barbosa) agradece a Afonso por evitar seu casamento com Virgílio. Afonso jura a Martinho que sua intenção é fazer Amália feliz. Martinho demonstra não gostar que Amália tenha desfeito seu noivado com Virgílio, ao contrário de Constância (Débora Olivieri). Afonso descobre por Amália que o príncipe de Montemor foi dado como morto.

*Os resumos divulgados pelas emissoras estão sujeitos a mudanças em função da edição.


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM