Jornal do Commercio
reality

Paola Carosella rebate fãs do 'MasterChef' em rede social

O público não gostou das críticas da chef e jurada à participante Katleen

Publicado em 12/07/2018, às 18h47

Paola Carosella diante da participante Katleen / Carlos Reinis/Band
Paola Carosella diante da participante Katleen
Carlos Reinis/Band
Estadão Conteúdo

Após ter causado polêmica pela forma com a qual criticou o prato da participante Katleen, eliminada desta semana do MasterChef, a jurada Paola Carosella usou seu Twitter para rebater os comentários que tem recebido por parte de fãs do programa.

A polêmica teve início no momento em que Paola fez críticas ao prato da participante: "Se eu vou no seu restaurante e você me conta que isso é um jacaré que está escondidinho, porque geralmente a gente não vê muito o jacaré, e eu como isso... Eu vou dar risada e vou embora. Vou achar que você não sabe cozinhar nada."

"Eu tô cansada de cozinheiros que vêm aqui e trazem histórias, narrativas e conceitos. Eu quero comida boa, de verdade, suculenta, bem temperada, apaixonada. Você quer ser uma chef três estrelas antes de ser uma boa cozinheira. E você tá errada", sacramentou.



NADA DE ARMAÇÃO

Irritada com algumas acusações de que teria "armado" a eliminação, Paola respondeu com ironia: "Sou a responsável de todas as armações faz cinco anos. Eu sou tão imbecil que estrago 25 anos de carreira porque tenho raiva de uma menina (que poderia ser minha filha) porque ela é doce".

"Alguém já reparou que no MasterChef tem três jurados? E que o meu voto representa 33,3% da decisão final? Realmente acham que os meus colegas não têm opinião própria?", ressaltou a argentina, que garante: "Criticamos, elogiamos e ajudamos a todos por igual".

Respondendo a uma seguidora que apontou uma suposta "cara de desdém" da jurada no momento de despedida da participante, disse que na verdade estava triste pela saída de Katleen: "Que cara de desdém e raiva no coração? É decepção! Faz santos e demônios de quem você quiser, mas não inventa histórias de telenovela barata, por favor. Ela tinha tudo para ganhar o programa e eu fiquei muito desapontada. Que imaginação perversa".


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM