Jornal do Commercio
Resumo das Novelas

O Tempo Não Para: Dom Sabino foge com a família da Criotec

E Eliseu discute com Barão

Publicado em 10/08/2018, às 07h50

Edson Celulari é Dom Sabino em O Tempo Não Para. / Foto: TV Globo/Divulgação
Edson Celulari é Dom Sabino em O Tempo Não Para.
Foto: TV Globo/Divulgação
JC Online

No capítulo desta sexta-feira (10/8) de O Tempo Não Para, Agustina (Rosi Campos) estranha a conversa entre Marocas (Juliana Paiva) e Dom Sabino (Edson Celulari). Eliseu (Milton Gonçalves) discute com Barão (Rui Ricardo Diaz). Petra (Eva Wilma) ouve Emílio (João Baldasserini) afirmar que pode provar a verdadeira identidade das pessoas congeladas. Dom Sabino foge com a família da Criotec. Paulina (Carol Macedo) decide falar com Barão.



Betina se demite da Samvita

Barão ameaça Lalá (Micael) para não contar seu segredo para Paulina. Paulina reclama da presença da família de Dom Sabino. Betina (Cleo) se demite da Samvita. Monalisa (Alexandra Richter) e Marino (Marcos Pasquim) ficam intrigados com os dois homens trabalhando na ilha. Samuca (Nicolas Prattes) pensa em Marocas. Paulina desafia Marocas a provar sua história. Emílio entrega o resultado do exame da familiar de Dom Sabino para Samuca.

*Os resumos divulgados pelas emissoras estão sujeitos a mudanças em função da edição.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM