Jornal do Commercio
Resumo das Novelas

O Tempo Não Para: Betina prepara Lalá para seduzir Marocas

Carmen fica surpresa com a aproximação da moça e o rapaz

Publicado em 14/09/2018, às 02h02

Cleo é Betina em O Tempo Não Para. / Foto: TV Globo/Divulgação
Cleo é Betina em O Tempo Não Para.
Foto: TV Globo/Divulgação
JC Online

No capítulo desta sexta-feira (14/9) de O Tempo Não Para, Dom Sabino (Edson Celulari) diz que foi traído por Samuca (Nicolas Prattes). Betina (Cleo) conta a Emílio (João Baldasserini) que tem planos de preparar Lalá (Micael) para seduzir Marocas (Juliana Paiva). Emílio pede a Belém (Ingrid Klug) que investigue Lalá. Eliseu (Milton Gonçalves) deduz que Cecílio (Maicon Rodrigues) precisa de um psiquiatra.



Agustina acusa Samuca de rapto

Bento aceita o emprego que Samuca lhe oferece na Samvita. Carmen (Christiane Torloni) fica surpresa ao ver Betina com Lalá. Agustina (Rosi Campos) acusa Samuca de ter raptado Marocas. Na casa de Carmen, Dom Sabino e Agustina retiram a permissão para o casamento da filha. Marocas e Samuca viajam e têm a primeira noite de amor.

*Os resumos divulgados pelas emissoras estão sujeitos a mudanças em função da edição.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM