Jornal do Commercio
contra a homofobia

Ryan Murphy anuncia iniciativa milionária para candidatos LGBT nos EUA

O produtor de 'American Horror Story', 'Glee' e da aclamada 'Pose' criou organização para financiar campanhas contra 'políticos odiosos'

Publicado em 06/12/2018, às 17h43

O produtor Ryan Murphy / Kevin Winter/AFP
O produtor Ryan Murphy
Kevin Winter/AFP
Estadão Conteúdo

Ryan Murphy anunciou uma nova organização que, em 2020, irá atacar, politicamente, candidatos anti-LBGTs. O autor de American Horror Story fez a declaração durante discurso No TrevorLIVE, evento de gala em Los Angeles, no domingo, 2.

"Eu quero que esses políticos odiosos e errados partam e parem de poluir nosso éter moral e ético", disse, segundo a rede de TV CNN.



A organização pretende participar de 20 disputas ao Congresso com candidatos que podem conquistar os votos de pessoas discriminadas por suas orientações sexuais. De acordo com Murphy, o grupo multimilionário será responsável por financiar os políticos contra adversários considerados homofóbicos.

POSE

Ryan Murphy é o produtor executivo de Pose, da FX, uma série que aborda a questão dos transgêneros e, segundo críticos, estabeleceu um novo padrão industrial para inclusão. O trabalho recebeu um prêmio de honra durante a TrevorLIVE.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM