Jornal do Commercio
MODO ASSUNÇÃO

'Modo Fábio Assunção' vira aposta para o Carnaval

'Daqui a pouco alguém vai tomar um porre em uma sexta-feira e eu vou perder o título', brigou Fábio Assunção sobre o 'título'

Publicado em 08/01/2019, às 12h25

Ser
Ser "tipo Fábio Assunção" ou "ativar o modo Fábio Assunção" significa curtir todas, sem moderação
Foto: Reprodução
Da redação do jornal Correio
Para Rede Nordeste

Se você está no Whatsapp, provavelmente já recebeu um meme tendo o ator Fábio Assunção como protagonista. Ele caiu nas graças dos internautas quando o assunto é sexta-feira, véspera de feriado, férias e outras datas comemorativas. É que o nome do ator vem sendo usado como sinônimo de diversão há pelo menos seis meses, desde quando ele se envolveu em uma confusão na cidade de Arcoverde, no sertão de Pernambuco. Alcoolizado e completamente fora de si, Fábio Assunção acabou sendo preso depois de quebrar o vidro de uma viatura policial e xingar PMs. A reação dele foi filmada por celulares, caiu na internet e acabou ganhando um outro sentido pelas redes sociais, que começou a fazer brincadeiras.

Ser "tipo Fábio Assunção" ou "ativar o modo Fábio Assunção" significa curtir todas, sem moderação. Bandas de funk e pagode, como a La Furia, fizeram músicas inspiradas no ator - que devem bombar no Carnaval. E o sucesso não para por aí! A imagem do global é a aposta de fabricantes de máscaras para a folia deste ano.

As máscaras de Fábio Asssunção barbudo, cuja reprodução não foi autorizada pelo ator, já estão sendo vendidas pela internet e custam cerca de R$ 4,50 cada uma. A barba grande foi usada para dar vida a Ramiro na série Onde Nascem os Fortes, seu papel mais recente na TV Globo.

Se para alguns o caso é motivo de brincadeira e sinônimo de diversão, tem muita gente alertando para os perigos da "zoação" envolvendo uma pessoa que luta contra a dependência química. "Numa dessas o cara comete suicídio e todo mundo começa a encher a internet de posts empáticos, mas repassou meme dele no Whatsapp, e pulou carnaval com a máscara na rua. As pessoas precisam entender de vez o dano mental que esse tipo de atitude e exposição causa, especialmente em quem já está em posição de vulnerabilidade e lutando contra um vício", escreveu uma internauta.



O LADO DE FÁBIO

Há algum tempo, o global faz questão de falar abertamente sobre assunto. Uma espécie de alerta. Em outubro, durante o programa Conversa com Bial, ele comentou o incômodo com os memes e o tom de deboche com o qual algumas pessoas tratam o assunto. "Pra mim, esse assunto, ele já foi. Eu estou em uma outra fase. Só que esse assunto é muito recorrente. Tem uma coisa de estigma e eu tenho que lidar", disse.

O ator falou ainda que o filho foi quem lhe ajudou a encarar a coisa de forma diferente. "Por conta de Arcoverde, virou sextou (risos). O sextou é incrível, eu sou o sextou. Só que os memes, eu sempre achei muito ofensivo. Eu conversei com meu filho, mostrei os memes e falei que tinha um que eu ia processar. Ele disse: 'Pai, não faz isso não! É zoeira!. Aí me caiu uma ficha! To pegando essa pilha, levando isso a sério, e isso não é sério. Só eu posso dar ou não importância a isso. Eu tenho que relaxar! Daqui a pouco alguém vai tomar um porre em uma sexta-feira e eu vou perder o título (risos), porque ninguém bebe às sextas-feiras, isso é muito raro e estranho de se viver", ironizou.

Antes de Arcoverde, Fábio Assunção já havia se envolvido em polêmicas por conta do abuso de álcool e outras drogas. Em 2008, o ator admitiu a Polícia Federal que era dependente químico e foi submetido a tratamento e acompanhamento médico e psicológico. Em 2017, Assunção foi detido em uma blitz no Rio de Janeiro por estar embriagado ao volante. "Já tive uso exagerado e uma relação obsessiva. É uma coisa que pode acontecer. você não sabe se o uso recreativo de alguma coisa pode te levar a isso", falou ele, ainda em entrevista a Bial.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Reencontros Reencontros
A menina que salvou os livros numa enchente, o garoto que venceu a raiva humana, o médico que superou a pobreza, os albinos de Olinda e o goleiro de uma só perna foram personagens do projeto Reencontros, publicado em todas as plataformas do SJCC
Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM