Jornal do Commercio
filosofia pop

Série traz textos de autores consagrados reeditados de forma curta e de fácil leitura

Lançados pela editora Martins Fontes, os livros se propõem a apresentar tratados filosóficos num estilo mais simples e compreensível

Publicado em 26/05/2011, às 09h45

Álvaro Filho

A filosofia nossa de cada dia. Assim a coleção Ideias vivas pretende tratar um assunto que parece tão distante das pessoas, mas que na verdade trata de problemas e questionamentos do cotidiano. A proposta é fisgar o jovem leitor com um texto ágil e um visual ousado, a fim de que ele se interesse pelo assunto e busque se aprofundar posteriormente, aí sim, numa literatura mais densa.

Pascal, Plutarco e Sêneca são os filósofos que abrem a coleção, editada pela Martins Fontes sob a tutela não de um filósofo, mas de um designer, garantindo o visual "modernoso", à la Restart, com cores fortes e valorizando a imagem. Os livros trazem textos retirados de obras maiores dos pensadores, alguns publicados num formato que se assemelha ao de uma tuitada.



Nos três primeiros livros, Pascal fala de Diversão e tédio, Sêneca discorre Sobre os enganos do mundo e Plutarco ensina Como distinguir o amigo do bajulador. O quarto volume, ainda sem data para lançamento, trará as ideias do inglês John Locke sobre Prazer, dor e paixões.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM