Jornal do Commercio
ROMANCE

Pernambucana Débora Ferraz vence Prêmio Sesc de Literatura

Radicada em João Pessoa desde 2001, a jornalista vai ter seu livro Enquanto Deus não está olhando publicado pela Record

Publicado em 25/03/2014, às 05h12

 / Foto: Bruno Vinelli/Divulgação
Foto: Bruno Vinelli/Divulgação
Diogo Guedes

Dos concursos voltados para a publicação de inéditos, o Prêmio Sesc de Literatura é, talvez, o que mais tem revelado bons nomes para o Brasil, a exemplo de André de Leones e Luísa Geisler. A escritora e jornalista Débora Ferraz, pernambucana radicada na Paraíba desde 2001, foi a grande vencedora da 10ª edição da disputa, com o romance Enquanto Deus não está olhando. O livro vai sair pela editora Record ainda neste ano.

No romance, Débora, que nasceu em Serra Talhada, conta a história de uma artista plástica iniciante que, diante do desaparecimento do pai, tenta entender sua relação com ele. A trama começou a ser escrita em 2008 e, no ano seguinte, o pai da própria autora faleceu. A obra só foi retomada em 2011, com um trabalho meticuloso de entrevistas com artistas plásticos, por exemplo. “Eu parti da reflexão sobre o instante modificador. Aquele milésimo de segundo em que parece que, a partir da ali, tudo se transformou; o segundo que dá a impressão que alguma coisa foi perdida”, ela conta na entrevista para o site do Sesc.



Um dos fatos interessantes da trajetória de Débora, de 27 anos, é que, ainda em 2005, durante o Festival Nacional de Artes (Fenart), em João Pessoa, ela participou de uma oficina literária ministrada por Raimundo Carrero. Antes de Enquanto Deus não está olhando, ela já havia publicado um volume de contos, Anjos, por conta própria.

O vencedor na categoria de contos neste ano foi o psicólogo paulista Alexandre Marques, com o livro Parafilias.

Leia mais na coluna Escrita, no Jornal do Commercio de terça (25/3)





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM