Jornal do Commercio
Notícia
QUADRINHOS

Selo Bienal HQ lança obras de quadrinistas pernambucanos

A noite de autógrafos acontece no plataforma de lançamentos da 12ª Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, no Centro de Convenções

Publicado em 09/10/2019, às 16h51

Quadrinista Eron Villar / Yuri Max/Divulgação
Quadrinista Eron Villar
Yuri Max/Divulgação
Ernesto Barros

Embora a produção de quadrinhos independentes de Pernambuco esteja cada dia mais ativa, isso não quer dizer que os artistas locais deixem de pagar do próprio bolso suas aventuras pelo mundo das HQs. Até mesmo as propostas de financiamento coletivo ainda estão longe de serem um saída para os quadrinistas. Por isso que iniciativas como a da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, em incentivar a criação de um selo de histórias em quadrinhos, é da maior importância.

Os cinco primeiros títulos do selo Bienal HQ serão apresentados aos leitores nesta querta (9/10), às 20h, na plataforma de lançamentos da 12ª edição da feira literária, no pavilhão do Centro de Convenções. Os autores das obras – desenhistas e roteiristas – vão estar presentes para a noite de autógrafos.

Pelos autores envolvidos nessa primeira leva de HQs, os temas das publicações confirmam o interesse dos artistas pela ficção cientifica, a metalinguagem, a educação e um gosto permanente em trazer para a arte sequencial um toque da cultura nordestina. Coincidentemente, duas das graphic novels flertam abertamente com a literatura de cordel, a partir de aproximações com a linguagem dos quadrinhos de super-heróis e do terror, com histórias desenvolvidas nos rincões do Sertão.

Em O Matutão Américo, o quadrinista Luciano Félix dá seguimento à série em torno dos super-heróis da Marvel Comics, principalmente os personagens do grupo Os Vingadores, com suas versões a partir das tipologias do homem nordestino. Aqui, ele imagina um duplo do Capitão América, como se ele tivesse nascido no Sertão e sua história fosse narrada com as rimas do cordel. Anteriormente, ele já havia feito uma brincadeira com o Homem de Ferro em O Argiloso Homem de Barro. Felix pretende continuar o projeto com histórias de outros heróis, como Thor, Hulk e Viúva Negra, até a reunião final de “Os Vingadores”.

Sempre com um olhar aguçado para as contradições históricas da sociedade pernambucana, o jornalista e escritor Roberto Beltrão agora expande suas ficções para o interior do Estado, tendo a literatura de cordel e a linguagem dos quadrinhos como elementos narrativos da HQ A Sinhá e o Diabo, em colaboração com o desenhista Adriano dos Anjos. O conhecimento adquirido no projeto Recife Assombrado, ao lado de André Balaio, fizeram de Beltrão uma das vozes mais interessantes dos quadrinhos brasileiros atuais.

Assim como os trabalhos anteriores, as lendas e as histórias assombradas do passado estão na base de sua nova obra. Dessa vez, a ação é situada em Triunfo, a bela cidade do Sertão Pernambucano, marcada por uma arquitetura particular, a altitude de mais de mil metros acima do nível do mar, sua várias serras e vales. Na história, o autor vasculha a história de uma dona de terras poderosa, conhecida por Natália, que teria feito um pacto com o diabo. Isso faz com que a população da cidade comece a inventar fenômenos misteriosos envolvendo a mulher, o que pode ser apenas uma maneira de mantê-la em seu devido lugar, como uma demonstração de preconceito, tanto comum na região.

Escritor e desenhista de grande imaginação, Marcos Santana aparece com um HQ conceitual, onde ele explora os mistérios da criação e das cores em Proto Mondo Colors Sapiens. Os leitores que conhecem o trabalho de Santana, a partir das fascinantes e envolventes histórias apresentadas em O Escafandrista & o Camaleão, vão reconhecer um autor sempre aberto a novas experiências.



Com um viés mais educativo, Fábio Paiva e Sílvio DB lançam Poeira: A Vida, a Morte e Outras Coisas Pequenas. Eron Villar, o roteirista de A Noiva, em parceria com Tony Silas, volta com o terceiro volume de sua ficção científica policial Cérebro, em parceria com Carlos Eduardo Cunha. “A nossa ideia como coletivo é fomentar o setor e propor a linguagem dos quadrinhos independente da literatura, como ele sempre esteve presente no Estado, desde a geração de Laílson, Zenival e Watson Portela, passando pela revista Ragu e essa galera do momento atual”, aponta Villar.

Essa ideia também se coaduna com a proposta de Guilherme Robalinho, diretor da Vox Produções, que faz a produção da feira, especialmente ao período pós-evento. “Está nos nossos planos também trabalhar com produtos complementares dessas obras, como calendários e agendas. Queremos que o suporte para a produção local seja perene e contemple muitas outras obras nas próximas etapas”, afirmou.

SELO BIENAL HQ


CÉREBRO
Autores: Eron Villar e Carlos Eduardo Cunha
Terceiro volume da sci-fi policial que retrata as aventuras de uma equipe que lida com casos de alta complexidade, auxiliados por IAs (Inteligências Artificiais). A aventura dá continuidade às investigações de um caso de drogas zumbi recém-chegadas ao Brasil. Veremos que isto era parte de um plano maior, que busca a fórmula da droga perfeita. Ação, inteligência e uma homenagem ao artista holandês Hieronymus Bosch, um dos maiores ícones da pintura mundial.

POEIRA: A VIDA, A MORTE E OUTRAS COISAS PEQUENAS
Autores: Fábio Paiva e Silvio DB
A história em quadrinhos trabalha temas da filosofia. A passagem do tempo, a preciosidade da vida e a inevitabilidade da morte: tudo é poeira. A publicação faz parte do projeto EduQuadrinhos, que busca aproximar as HQs das práticas educativas. Conta com a participação de Braga Câmara, Luciano Felix e Renê Santino. A edição traz 20 páginas coloridas em formato americano.

O MATUTÃO AMÉRICO
Autor: Luciano Felix
Como seria uma versão do Capitão América se ele nascesse no Sertão e sua história fosse contada por meio das rimas do cordel? Parceria dos selos Coleção Quadrel e Bienal HQ, o Matutão Américo é a segunda publicação do quadrinista Luciano Félix a satirizar um super-herói do universo Marvel. A primeira foi O Argiloso Homem de Barro.

PROTO MONDO COLORS SAPIENS
Autor: Marcos Santana
História em quadrinhos conceitual do autor de O Escafandrista & o Camaleão. “No princípio. Diante de si o previsível vazio...”. Em um mundo primário, onde as cores prevalecem, ocorrem fatos bem similares ao nosso mundo real. Neste mundo, que é como um disco de Newton, não há iscas. Por que então não morder o anzol?

A SINHÁ E O DIABO
Autores: Roberto Beltrão e Adriano dos Anjos
Especializado nos contos assombrados do Recife, o autor reconta agora uma lenda do interior de Pernambuco, também por meio de diálogo com a literatura de cordel. Na cidade de Triunfo, no Sertão do Estado, ocorrem boatos sobre uma uma rica e poderosa dona de terras, chamada Natália, que supostamente teria feito uma pacto demoníaco. A população da cidade diz testemunhar ocorrências envolvendo Natália, tais como misteriosas chuvas de pedras e chaves que se incendeiam de forma espontânea. Verdade ou delírio?




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Nova Rotação Especial Nova Rotação
As cidades estão entrando em colapso. Refletem o resultado da mobilidade urbana convencional, um mal incorporado à sociedade e de difícil enfrentamento.Mas o momento de inverter essa lógica é agora. Criar uma nova rotação para as cidades, para as pessoas
JC Recall de Marcas 2019 JC Recall de Marcas 2019
Pitú e Vitarella são as marcas mais lembradas pelo consumidor pernambucano, de acordo com a edição 2019 do Prêmio JC Recall de Marcas. O ranking foi feito a partir de levantamento do Harrop Pesquisa para o Jornal do Commercio.
Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM