Jornal do Commercio
Militância

Pabllo Vittar expõe crimes ligados à homofobia durante Parada LGBT

'Parem de nos matar', dizia o vestido da artista, que também usou maiô com as cores do arco-íris

Publicado em 04/06/2018, às 14h35

Pabllo Vittar é uma das vozes mais representativas da comunidade LGBT+ na mídia / Reprodução
Pabllo Vittar é uma das vozes mais representativas da comunidade LGBT+ na mídia
Reprodução
Agência Estado

O cantor Pabllo Vittar foi uma das grandes atrações da 22ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que ocorreu neste domingo, 3, e usou a própria roupa para se manifestar contra a homofobia

Além de um maiô com as cores do arco-íris, ela vestiu um conjunto feito de reportagens de jornal sobre crimes ligados à homofobia. O destaque é para a frase em vermelho que diz "Parem de nos matar".

O look tem autoria de Victor Miranda, profissional responsável pelo estilo da cantora. Em seu perfil no Instagram, ele agradeceu o apoio de outras pessoas pela produção das estampas e fornecimento de tecidos.



O tema da Parada deste ano foi "Poder pra LGBTI+: Nosso voto, nossa voz". É a segunda vez consecutiva que Pabllo se apresenta no evento de São Paulo.

CONFIRA O LOOK DE PABLLO VITTAR:

 

// orgulho ???? styling: @victorfdmiranda

Uma publicação compartilhada por Pabllo Vittar ? (@pabllovittar) em


Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Especial Tempo de Férias Especial Tempo de Férias
O tempo das férias finalmente chegou e com ele os vários planos sobre o que fazer no período livre. O JC traz algumas dicas de como otimizar o período para voltar renovado do merecido descanso.
Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM