Jornal do Commercio
DVD

Gessinger revisita toda sua trilha de sucessos no Recife

O show de Humberto Gessinger para lançar seu novo DVD acontece no Teatro Guararapes

Publicado em 14/09/2018, às 14h33

Gessinger / Foto: Daryan Dornelles/Divulgação
Gessinger
Foto: Daryan Dornelles/Divulgação
Duda Lapenda

A Revolta dos Dândis, segundo álbum de estúdio da consagrada banda Engenheiros do Hawaii, sem dúvidas marcou uma geração. E continua marcando, depois de 30 anos. Humberto Gessinger, o então líder do grupo, não poderia deixar de comemorar esse aniversário, com uma turnê que rendeu um novo trabalho lançado este ano. Em Recife, O DVD Ao Vivo pra Caramba será apresentado nesta sexta (14), a partir das 21h30, no Teatro Guararapes.

O momento é para recordar sucessos como Infinita Highway e Terra de Gigantes, hits que se eternizam com seus refrões. Músicas que cantam a juventude, em todas as suas nuances, em termos de amor e revolução. Os respectivos trechos indicam isso: “Não precisamos saber pra onde vamos. Nós só precisamos ir” e “Nessa terra de gigantes, eu sei, já ouvimos tudo isso antes. A juventude é uma banda numa propaganda de refrigerantes”.

“Acho que o material resistiu bem ao tempo e, como toda obra de arte autêntica, dá margem a várias leituras, em diversos tempos e espaços”, reflete Gessinger sobre Revolta dos Dândis, acrescentando que o trabalho, para a época, estava à frente do seu tempo. “Quando lancei, o disco não obedecia alguns padrões vigentes. O tamanho das letras, a escolha dos instrumentos, o despojamento de um trio, a ausência das sonoridades digitais que estavam começando a pintar... Hoje parece bobagem, mas eram tempos mais “quadrados” como se dizia”, afirma.



No novo DVD Ao Vivo Pra Caramba, músicas inéditas da carreira solo do compositor também fazem parte do repertório, como Pra Caramba, Cadê?, Das Tripas Coração e Saudade Zero. O músico adianta que elas estarão no disco inédito que será lançado no primeiro semestre de 2019, e adianta: “Vai rolar uma novidade ainda este ano, mas por enquanto estou guardando segredo por um motivo conceitual”.

SHOW

Hoje, o público poderá passear pela trajetória de Gessinger, na banda ou solo. Outros álbuns, como ¡Tchau Radar! (1999), serão contemplados no setlist, com músicas como Eu Que Não Amo Você, mais um hit icônico. Com relação à banda, haverá uma mistura da sonoridade tradicional do rock eletrônico com um som mais acústico. “No palco, um trio em momentos instrumentais distintos. A tradicional formação de baixo, guitarra e bateria em alguns momentos abre espaço pra sons acústicos e teclados. O cenário e a luz são os mesmos do DVD”, explica Gessinger.

Depois da capital pernambucana, o cantor ainda passará por Natal (RN), Brasília (DF), Goiâna (GO), e Cuiabá (MT).

Serviço

l Humberto Gessinger lança seu novo DVD Ao Vivo Pra Caramba. Hoje, a partir das 21h30. No Teatro Guararapes (Centro de Convenções de Pernambuco – Av. Prof. Andrade Bezerra, S/N - Salgadinho, Olinda). Ingressos: Entre R$ 52 (balcão meia) e R$ 164 (Plateia Especial inteira), incluindo ingresso social, à venda na bilheteria do teatro ou nas lojas Ticketfolia e www.eventim.com.br. Mais informações: (81) 3182-8020


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM