Jornal do Commercio
Rota 85

Rock in Rio 2019 vai ter espaço para relembrar edição inaugural de 1985

Edição 2019 do Rock in Rio será realizada nos dias 27, 28 e 29 de setembro e ainda em 3, 4, 5 e 6 de outubro

Publicado em 11/01/2019, às 12h28

Cidade do Rock vai funcionar por mais de 12 horas diariamente / Foto: Rock in Rio/Divulgação
Cidade do Rock vai funcionar por mais de 12 horas diariamente
Foto: Rock in Rio/Divulgação
Estadão Conteúdo

O festival Rock in Rio anunciou nesta sexta-feira (11), dia em que comemora os 34 anos da sua primeira edição, realizada em 1985, um novo espaço que estará aberto ao público na edição de 2019, programada para setembro.

A área Rota 85, criada em referência à famosa rodovia Rota 66, nos EUA, vai relembrar o primeiro ano de Rock in Rio, quando o festival trouxe ao Brasil, entre 11 e 20 de janeiro de 1985, bandas como Queen, Iron Maiden e AC/DC.

A cenografia do espaço será inspirada pela Rota 66 e vai contar com decoração vintage, de acordo com a organização, com uma borracharia, um bar com memorabilia de 34 anos de evento, um posto de gasolina e mais atrações. A capela, que já há algumas edições realiza casamentos durante o festival, ficará neste novo espaço, em alusão à cidade de Las Vegas, nos EUA, que pode ser acessada pela Rota 66.



Rock in Rio 2019

A edição 2019 do Rock in Rio será realizada nos dias 27, 28 e 29 de setembro e ainda em 3, 4, 5 e 6 de outubro. Segundo a organização, a Cidade do Rock vai funcionar por mais de 12 horas diariamente, abrindo sempre às 14h.

Até o momento, foram anunciadas as atrações apenas dos três dias finais do festival no palco principal do evento, o Mundo. No dia 4, se apresentam Iron Maiden, Scorpions, Megadeth e Sepultura. Dia 5, se revezam P!nk, Black Eyed Peas e Anitta. Já no dia 6, encerrando o festival, estão Muse, Imagine Dragons, Nickelback e Os Paralamas do Sucesso.

Já no palco secundário, o Sunset, já foram confirmados os nomes de Seal, Jessie J, Slayer e Charlie Puth. O evento, em 2019, terá ainda outra área com atrações musicais, o Espaço Favela, com artistas descobertos nas comunidades do Rio de Janeiro, como a banda Canto Cego, Tuany Zanini, o pianista Jonathan Ferr e a dupla de funkeiros Cidinho e Doca.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM