Jornal do Commercio
grammy

Cantor de rock Chris Cornell vence Grammy póstumo

O cantor foi premiado por 'When Bad Does Good', derrotando Arctic Monkeys

Publicado em 11/02/2019, às 11h45

O cantor Chris Cornell / Divulgação
O cantor Chris Cornell
Divulgação
AFP

O cantor Chris Chris Cornell, falecido em maio de 2017 aos 52 anos, ganhou no domingo (10) um Grammy póstumo de melhor performance de rock. 

Cornell foi premiado por "When Bad Does Good", derrotando Arctic Monkeys e a estrela retrô em ascensão Greta Van Fleet.

"Sua voz foi a sua visão e sua música foi a sua paz", disse sua filha Toni enquanto recebia o prêmio com seu irmão.

MORTE

Cornell foi encontrado pendurado em seu quarto de hotel em Detroit em 18 de maio de 2017 depois de um show com sua banda principal, Soundgarden. 

O legista qualificou a morte como suicídio, mas a esposa do artista disse que Cornell, que havia se recuperado uma década antes de problemas prolongados com drogas e álcool, não havia mostrado tendências suicidas e que seu comportamento poderia ter sido afetada por um medicamento receitado contra ansiedade. 



A família processou um médico de Beverly Hills a quem acusou de ter prescrito ao músico "de maneira negligente e repetida" substâncias controladas que alteram a mente.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM