Jornal do Commercio
SERTANEJO

Victor Chaves ironiza agressão à mulher e brigas com o irmão

O cantor fingiu ser entrevistado por ele mesmo e debochou das acusações de violência doméstica

Publicado em 12/02/2019, às 12h00

O cantor Victor Chaves / Globo/Divulgação
O cantor Victor Chaves
Globo/Divulgação
Estadão Conteúdo

O cantor Victor Chaves, que fez dupla sertaneja com o irmão Leo Chaves até 2018, publicou um vídeo no YouTube no qual ironiza a acusação de violência doméstica contra ele e as brigas relatadas pelo irmão recentemente. Ele produziu uma entrevista consigo, em que aparece com e sem camisa para alternar perguntas e respostas.

"Senhor Victor, consta que o senhor teria desferido 15 chutes na barriga de uma grávida. A pergunta é: o senhor joga futebol?", questiona para si.

Na sequência, ele aparece dando gargalhadas e responde: "Jogo de vez em quando, mas nunca consegui acertar um chute".

A segunda pergunta segue no mesmo tema. "Senhor Victor, o senhor foi indiciado por vias de fato, que corresponde à agressão sem deixar marcas. Que m**** é essa?", pergunta e responde: "É só uma m**** mesmo".

Para concluir a "entrevista", ele faz referência a uma declaração do irmão Leo, segundo o qual os dois brigavam "o tempo inteiro".



"Senhor Victor, para terminarmos, o senhor teria vivido 27 anos de brigas com seu irmão Leo Chaves. O que o senhor tem a dizer sobre isso?" A resposta, precedida por mais gargalhadas, foi: "Não, 27 anos foi o tempo de dupla. De briga, são 42".

O CASO

Em fevereiro de 2017, Poliana Bagatini, mulher do cantor, registrou um boletim de ocorrência numa delegacia de Minas Gerais em que acusava o marido de tê-la derrubado no chão e a chutado diversas vezes.

Na época, ele era jurado do "The Voice Kids" ao lado do irmão e pediu afastamento do programa para se dedicar ao caso. Dias depois, em entrevista ao Fantástico, ele negou a acusação "Eu jamais agrediria alguém na minha vida, muito menos minha esposa", afirmou.

Um laudo do Instituto Médico Legal de Belo Horizonte atestou que o exame de lesão corporal contra Poliana deu negativo. A delegada responsável pelo caso disse que nenhum vizinho ou funcionário do prédio onde o casal mora presenciou a agressão, apenas ouviu gritos. O motivo da confusão teria sido porque Victor levou a filha do casal para a casa da mãe sem que Poliana soubesse.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.
Papai Noel o ano inteiro Papai Noel o ano inteiro
As luzes na cidade anunciam que o Natal já chegou. É nesta época do ano que o espírito natalino faz aflorar alguns dos sentimentos mais nobres. Agora iremos contar histórias de pessoas, organizações e empresas que fizeram da solidariedade missão de vida
Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM