Jornal do Commercio
Notícia
Cobertura

Falas contra Bolsonaro e pró-Nordeste marcam terceira noite do FIG 2019

Zélia Duncan, Mariana Aydar e Barão Vermelho embalaram público

Publicado em 21/07/2019, às 02h44

Mariana Aydar fez show pautado no forró e na música nordestina / Felipe Souto/Secult-PE/Divulgação
Mariana Aydar fez show pautado no forró e na música nordestina
Felipe Souto/Secult-PE/Divulgação
Márcio Bastos

Protestos em relação à fala de Jair Bolsonaro sobre os moradores da região Nordeste, que ele classificou como 'paraíbas', deram a tônica da noite de sábado (20) na Praça Mestre Dominguinhos do 29º Festival de Inverno de Garanhuns. Zélia Duncan, Mariana Aydar e a banda Barão Vermelho ressaltaram sua admiração pela região e criticaram a postura do presidente.

A noite aberta por Amanda Back e seguida pela Banda de Pau e Corda, que mostrou toda sua potência com repertório refinado com grandes momentos de sua carreira, começou com chuva constante. O público, resistente, não se abateu e quando Mariana Aydar subiu ao palco, a plateia já estava aquecida e recepcionou muito bem a cantora paulistana. A artista apresentou seu show formatado como uma grande homenagem à música nordestina, em especial o forró. No repertório, versões empolgantes de canções como Morango do Nordeste, Anunciação, Frevo Mulher e Coração Bobo.

Zélia Duncan veio em seguida e, instigada, chamou o público a cantar junto muitos de seus sucessos, como Alma, Pagu e Catedral, além de hits de outros artistas, como Renato Russo e Cássia Eller. Desta, entoou O Segundo Sol, que foi cantada em coro com o público. Zélia, claramente emocionada, respondia com muita energia e aproveitou para pontuar a felicidade de estar em Garanhuns e de como era preciso ter saúde, sorte e coragem para enfrentar o momento pelo qual o País atravessa. Em seu discurso, também ressaltou a importância do Nordeste para a cultura e o pensamento brasileiro e soltou um "Lula Livre", que foi acompanhado pelo público com gritos contra Bolsonaro.



O compositor pernambucano Juliano Holanda, que estava no local, foi saudado por ela como um dos grandes talentos da nova geração. Para coroar sua paixão por Pernambuco, Zélia chamou ao palco o cantor Almério, com quem entoou dois duetos. 

BARÃO VERMELHO

A noite do primeiro sábado do FIG 2019 chegou ao fim com a apresentação do Barão Vermelho, que nesta atual formação conta com Rodrigo Suricato como vocalista. Mais uma vez, mensagens de admiração ao Nordeste foram entoadas, com o cantor agradecendo à região por resistir aos constantes ataques preconceituosos da qual é vítima. Com muitos sucessos no repertório, como Bete Balanço, o grupo convidou ainda Zélia Duncan para cantar Amor, Meu Grande Amor.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM