Jornal do Commercio
Notícia
Mistura

Padre Reginaldo Manzotti lança música com Alok e diz gostar de funk

Entretanto, o sacerdote questionou algumas letras do ritmo carioca

Publicado em 14/01/2020, às 20h08

Padre Reginaldo Manzotti e Alok lançaram a faixa 'Vou Para o Alvo'. / Foto: Instagram/@padremanzotti/Reprodução
Padre Reginaldo Manzotti e Alok lançaram a faixa 'Vou Para o Alvo'.
Foto: Instagram/@padremanzotti/Reprodução
JC Online

O padre paranaense Reginaldo Manzotti, de 50 anos, prepara um novo álbum para março intitulado É Tempo de Inovar. E o sacerdote cantor lançou nesta terça-feira (14) o segundo single do projeto, Vou Para o Alvo, gravado em parceria com o DJ Alok. Neste mesmo trabalho também estão previstas participações de Naiara Azevedo e Gustavo Mioto.

"Eu, particularmente, adoro música eletrônica e escuto Alok. É preciso se reinventar, atingir um público de todas as idades. Como é uma música animada, eu acredito que a aceitação será maior", disse Manzotti em entrevista ao Jornal Extra. Em projetos anteriores, o católico já gravou com Simone & Simaria e Michel Teló. Ele também sonha em gravar com Roberto Carlos um dia.

O padre também afirmou que os fiéis entendem suas parcerias com cantores seculares, ressaltando que se até Jesus não agradou a todos, com ele também não seria diferente.



"São participações que vieram para somar. É uma oportunidade para trazer a riqueza da voz desses cantores e atingir um público diferenciado daquele que está nas missas. O Papa Francisco tem sido minha inspiração em criar uma igreja que vai além, simples e acessível", esclarece Manzotti.

Na mesma entrevista, o padre declarou que sua playlist é composta de música eletrônica, sertanejo e rock, mas o cantor disse que anda aumentando o seu repertório e afirmou que tem ouvido as "músicas do momento".

"É claro que algumas não me agradam no conteúdo, mas há muita coisa boa", diz o Padre Reginaldo Manzotti sobre o funk, criticando algumas letras do gênero. "É muita popozuda para o meu gosto! Os termos são libidinosos, e isso não me ajuda. É muito explícito. Aí já não é para mim e não recomendo", concluiu.

VEJA O CLIPE DE VOU PARA O ALVO:




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM