Jornal do Commercio
Intolerância

Confusão na UFPE sobre filme de Olavo de Carvalho cai nas redes sociais

Depois da briga na UFPE, agressões migraram para as páginas das redes sociais

Publicado em 29/10/2017, às 22h37

Confusão na UFPE aconteceu na noite da última sexta-feira (27) / Jennifer Tlhalis/SJCC
Confusão na UFPE aconteceu na noite da última sexta-feira (27)
Jennifer Tlhalis/SJCC
Da Editoria de Cultura

Depois das agressões físicas na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na última sexta-feira (27), a polêmica continua nas redes sociais. A confusão começou após a exibição do documentário “O Jardim das Aflições”, que retrata o pensamento do filósofo conservador Olavo de Carvalho. Na saída do local de exibição, manifestantes que se identificam com a ideologia de esquerda bloquearam uma das saídas do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) e gritaram palavras de ordem para quem deixava o auditório. O bate-boca terminou em briga e deixou feridos.

Passado o episódio, as páginas da UFPE e da Assessoria de Comunicação da universidade nas mídias sociais estão sendo atacadas. A maior parte dos comentários no Facebook e no Twitter acusa a universidade de ter sido parcimoniosa com os manifestantes. Há comentários chamando a universidade de “prostíbulo petista” e de “fábrica de socialistas” e até acusando professores de serem “vagabundos, endeusando lixos como Stalin e Che Guevara”. Durante a confusão, dois seguranças da universidade tentaram conter, sem sucesso. A Polícia Militar não chegou a ser acionada.

Uma assessora da UFPE disse em seu perfil no Facebook que está sendo vítima de comentários postados por perfis fakes nas redes, tentando vincular seu comportamento à ideologia de esquerda. O JC procurou o reitor da UFPE para se posicionar sobre a confusão da última sexta-feira, mas foi informado que a universidade se pronunciaria apenas por meio de nota. Em comunicado distribuído com a imprensa e publicado nas redes no último sábado (28), a instituição repudiou a intolerância.



COMUNICADO

“A Universidade é o lugar da diversidade, da pluralidade de ideias e do respeito às diferenças, onde a existência de ideologias políticas opostas não pode ser catalisadora de agressões verbais ou físicas. As cenas de violência entre estudantes ocorridas ontem (sexta, 27) na UFPE são lamentáveis e devem ser repudiadas por todos. O debate é bem-vindo, sempre, mas a intolerância deve ser firmemente rechaçada. A UFPE defende os valores democráticos, os direitos individuais e a busca permanente por justiça social”, diz a nota.

O filósofo Olavo de Carvalho também usou as redes para lamentar a confusão. “No filme 'O Jardim das Aflições' não há uma cena, uma palavra que possa ferir a sensibilidade de um esquerdista normal (se algum existe ainda)”, alfinetou.



OFERTAS

Especiais JC

Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.
Mãe Guerreira Mãe Guerreira
Junto com uma criança, nasce sempre uma mãe, que enfrenta inúmeros desafios para educar, acolher e dar o melhor aos filhos. Por isso, todas elas carregam em si a força e a coragem de verdadeiras guerreiras.
JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM