Jornal do Commercio
Pegou mal

Comentário de Anitta sobre pessoas com hanseníase causa revolta

Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas Pela Hanseníase pede retratação

Publicado em 12/04/2018, às 14h28

Comentário foi feito no novo programa da cantora, Anitta Entrou no Grupo / Reprodução
Comentário foi feito no novo programa da cantora, Anitta Entrou no Grupo
Reprodução
JC Online

Um comentário feito durante o programa Anitta Entrou no Grupo, no Multishow, tem causado revolta na internet. Nele, a apresentadora e pop star afirmou que só chamava para a atração "gente que ela ama" e não "gente hanseníase". Diante da declaração, o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas Pela Hanseníase (Morhan) e outras entidades estão pedindo retratação por parte da artista.

Segundo o movimento, a cantora reforçou preconceitos que levam à exclusão de pessoas com hanseníase. A doença tem cura e não há risco de transmissão quando a pessoa está sendo tratada. 

LEIA TRECHOS DA PETIÇÃO:

"Em seu programa no Multishow, Anitta fez uma declaração lamentável, tentando "causar" reafirmando um preconceito infundado contra pessoas atingidas pela doença. Anitta não sabe, porque o desconhecimento de fato é o principal obstáculo à superação da hanseníase no Brasil, mas a cada ano 35 mil novos casos são diagnosticados no país, tornando o Brasil o campeão mundial em novos casos proporcionais da doença.

Essa altíssima incidência em nada é culpa das pessoas atingidas pela hanseníase: é o descaso do poder público, falta de informação e vontade política de resolver a questão e condições de vulnerabilidade social os principais fatores para que ela continue se propagando, mesmo tento cura e tratamento gratuito pelo SUS.



Ao contrário do que a cantora sugere no programa, não há nenhum motivo para se evitar pessoas atingidas pela hanseníase: assim que iniciado o tratamento, a doença deixa de ser transmissível.

Nas redes sociais, o comentário também repercutiu negativamente. Veja algumas das reações:


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM