Jornal do Commercio
INCÊNDIO

Museu Nacional é cercado com tapumes de madeira

De acordo com a direção do museu, o cercamento do prédio é a primeira etapa da chamada fase 1 de recuperação

Publicado em 12/09/2018, às 13h01

O objetivo dos tapumes é proteger o museu / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
O objetivo dos tapumes é proteger o museu
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Estadão Conteúdo
Roberta Jansen

Tapumes de madeira começaram a ser instalados ao redor do prédio principal do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, na zona norte do Rio. As estruturas de madeira irão cercar completamente o Palácio São Cristóvão, que pegou fogo no último dia 2.

De acordo com a direção do museu, o cercamento do prédio é a primeira etapa da chamada fase 1 de recuperação. O objetivo é proteger o local. Em seguida, começará o trabalho de contenção do prédio, para afastar o risco de desabamentos. Uma cobertura será também instalada na parte superior do prédio, uma vez que o telhado cedeu completamente com o fogo. O objetivo é proteger a edificação contra chuva, fungos e mofo.



Instalação de módulos

Por fim, a instalação de módulos e contêineres na parte externa permitirá que especialistas comecem a trabalhar nos escombros para recuperar eventuais peças do acervo que tenham sobrevivido às chamas e leva-las para esses laboratórios provisórios. O plano emergencial tem por objetivo evitar maiores danos ao prédio e ao acervo.

O Museu Nacional aguarda ainda a liberação da verba emergencial de R$ 10 milhões prometida pelo Ministério da Educação.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM