Jornal do Commercio
Decisão

Justiça mantém decisão que inocentou cunhado de Ana Hickmann

Gustavo Corrêa foi acusado pela morte de fã que manteve a apresentadora refém

Publicado em 10/09/2019, às 16h54

Ana Hickmann com o cunhado, Gustavo, e o marido, Alexandre / Instagram/Reprodução
Ana Hickmann com o cunhado, Gustavo, e o marido, Alexandre
Instagram/Reprodução
JC Online

Nesta terça-feira (10) Ana Hickmann comemorou nas redes sociais a decisão da Justiça de manter a decisão em primeira instância que considerou seu cunhado, Gustavo Corrêa, inocente no caso que envolveu a morte de Rodrigo Augusto de Pádua, em 2016. Na ocasião, Rodrigo invadiu o quarto de hotel da apresentadora, em Belo Horizonte, e a fez de refém. Ele, no entanto, foi morto com três tiros na nuca por Gustavo.

"Meu Deus, muito obrigada. Legítima defesa! Mais uma vez a justiça foi feita. Decisão dos Desembargadores. Obrigada por todos que oraram, por todos que torceram, obrigada por cada mensagem de apoio e carinho", escreveu Ana Hickmann em seu perfil no Instagram.

DECISÃO

Segundo matéria de Carlos Eduardo Cherem Colaboração, em colaboração para o UOL, em 2016, Gustavo foi acusado por homicídio, mas, em foi absolvido pela juíza Âmalin Aziz Sant'Ana, titular do 2º Tribunal do Júri da capital mineira, que considerou que ele agiu em legítima defesa. O caso foi reaberto em 2018, quando o promotor do Tribunal do Júri do Fórum Lafayette, Francisco de Assis Santiago, recorreu da decisão.

Com a decisão da 5ª Câmara do TJ-MG desta terça-feira (10), que inocentou Gustavo, foi negado o pedido feito pelo Ministério Público de Minas Gerais para que ele fosse a júri popular para ser julgado pela morte.

Palavras-chave




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM