Jornal do Commercio
Sociedade

Veja quanto a ex-bbb Emilly cobra por post patrocinado no Instagram

Com quase 3 milhões de seguidores em sua conta do Instagram e diversas polêmicas no currículo, a ex-bbb não cobra barato por propaganda nas redes

Publicado em 01/08/2017, às 17h15

Emilly / (Foto: Instagram/ Reprodução)
Emilly
(Foto: Instagram/ Reprodução)
JC Online

A vitoriosa e mais polêmica do BBB 2017, reality da TV Globo, Emilly encontrou nas redes sociais uma das suas principais fonte de renda. Com quase 3 milhões de seguidores no instagram, a ex-bbb, segundo informações do Break Tudo, pede cerca de 10 mil reais por cada publicação patrocinada.



Sucesso nas redes

“Você entende que quanto mais bonita você for por dentro, tudo entre você e Deus vai te tornar mais bonita ainda por fora?”, escreveu Emilly na legenda de uma de suas fotos com maior repercussão recente - onde aparece sem sutiã. O aumento constante dos números de seguidores e curtidas faz com que a ex-bbb possa cobrar cada vez mais, dependendo dos requisitos da foto publicada, podendo ultrapassar bastante o seu valor base de 10 mil.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM