Jornal do Commercio
Ex-bbb

Sem dinheiro, Emilly não consegue mais manter o alto padrão de vida

A gêmea da vencedora do BBB 17 disse que Emilly gastou boa parte do dinheiro que ganhou e existe a possibilidade de ela e a família voltarem para a casa

Publicado em 29/08/2017, às 20h00

Emilly Araújo / (Foto: Instagram/ Divulgação)
Emilly Araújo
(Foto: Instagram/ Divulgação)
JC Online

De acordo com uma entrevista de Mayla para o TV Fama, irmã gêmea de Emilly, a vencedora do BBB 17 já teria gastado boa parte do dinheiro e o pouco que sobrou Emilly não quer que seja mexido. Assim, ainda na mesma entrevista, ela afirmou que há a possibilidade da família Araújo não ter mais condição de ficar no Rio de Janeiro e precisar voltar para a terra natal, em Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul.

Entenda

Ela revelou que o pai Volnei Alves precisou se endividar para criar as duas. Segundo a mesma entrevista, as dívidas foram pagas com parte do prêmio do reality show. “Um milhão e meio de reais é muito dinheiro, mas não tanto para comprar um apartamento e temos a nossa casa no Sul.”, contou Mayla.



“A gente sempre viveu uma vida humilde", completou. Emilly ainda tem um contrato com a Rede Globo de Televisão e recebe um salário de R$ 3 mil até janeiro do próximo ano. Segundo o A Tarde é Sua, Emilly paga hoje cerca de R$ 11 mil de aluguel para viver na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.




Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.

OFERTAS

Especiais JC

Irmã Dulce e as lições que se multiplicam Irmã Dulce e as lições que se multiplicam
A Santa Dulce dos Pobres deixou um legado enorme por todo o país, e não poderia ser diferente em Pernambuco. Veja exemplos de quem segue o "anjo bom da Bahia"
Jackson era grande demais para um pandeiro Jackson era grande demais para um pandeiro
Em pouco tempo, Jackson do Pandeiro deixou claro que não se tratava apenas de uma voz a mais no cenário artístico pernambucano. Confira especial sobre o artista
Especial Novo Clima Especial Novo Clima
O inverno não é mais o mesmo. E nem o verão. Os efeitos da crise climática alteraram a rotina de milhares de cidadãos das grandes cidades. O JC traz reportagens especiais desvendando o "novo clima"

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2020 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM