Jornal do Commercio
Polêmica

Artistas xingam youtuber que filmou suicida e fez piada

Em seu canal do YouTube, que conta com mais de 15 milhões de inscritos, o youtuber publicou um vídeo no qual exibe uma pessoa morta

Publicado em 02/01/2018, às 17h50

Logan diante o corpo, quando fez algumas piadas sobre o caso / (Foto: Youtube/ Reprodução)
Logan diante o corpo, quando fez algumas piadas sobre o caso
(Foto: Youtube/ Reprodução)
Estadão Conteúdo

Se Logan Paul queria aumentar sua popularidade, ele conseguiu. Em seu canal do YouTube, que conta com mais de 15 milhões de inscritos, ele publicou um vídeo no qual exibe uma pessoa morta. Após a postagem, recebeu uma enxurrada de críticas

Entenda

Em uma viagem pelo Japão, Logan Paul passeava pela floresta de Aokigahara, conhecida como "floresta dos suicídios", e se deparou com o corpo de um rapaz pendurado em uma árvore. Não bastasse a cena, ele ainda fez piadas sobre a situação e acabou despertando a ira de seus seguidores.

A repercussão negativa foi tão grande que até os artistas começaram a se posicionar contra o youtuber. Aaron Paul, da série "Breaking Bad", e Sophie Turner, de "Game of Thrones", foram alguns dos que usaram as redes sociais para criticar o norte-americano.

"Caro Logan Paul, como você ousa? Você me dá nojo. Não posso acreditar que tantos jovens sigam você. Tão triste! Espero que seu último vídeo faça seus seguidores acordarem. Você é puro lixo. Claro e simples. Suicídio não é uma piada. Vá apodrecer no inferno", escreveu Aaron Paul.

"Logan Paul, você é um idiota. Você não está aumentando a consciência (sobre o suicídio). Você está zombando. Não acredito como esse autoelogio seja sua desculpa. Você não merece o sucesso (visualizações) que você tem. Eu rezo a Deus para que você nunca tenha que experimentar algo parecido com o que esse homem fez", desabafou Sophie Turner.



Após as milhares de críticas, o youtuber resolveu publicar um pedido de desculpas. Ele diz que sua intenção real, mesmo tendo feito piadas, era conscientizar seu seguidores sobre o suicídio. Veja o comunicado:

"Vamos começar com isso - Me desculpe. Essa é a primeira vez pra mim. Eu nunca fui alvo de críticas como estas antes, porque eu nunca havia cometido um erro como este antes. Eu estou cercado de boas pessoas e acredito que faço boas decisões, mas eu continuo sendo um ser humano".

"E eu posso errar", continuou. "Eu não fiz isso por visualizações. Eu tenho visualizações. Eu fiz isso porque eu pensei que eu poderia ter uma boa repercussão na internet, sem causar uma enxurrada de negatividade. Essa nunca foi a intenção. Eu pretendia aumentar a conscientização para o suicídio e a prevenção do suicídio e enquanto eu pensava: 'se esse vídeo salvar ao menos uma vida, isso valerá a pena'", disse.

"Eu estava equivocado. Eu faço essa m**** todos os dias. Eu tenho feito vídeos de 15 minutos todo os dias. E posso entender que é fácil de ser levado pelo momento sem ter o pleno peso das possíveis consequências. Pela primeira vez em minha vida eu estou arrependido de ter lidado com aquilo de maneira incorreta", finalizou.

Confira vídeo de pedido de desculpas:


Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM