Jornal do Commercio
Revolta

Marília Mendonça desabafa após morte de sua cadela Alice

Cantora ficou incomodada com o retorno de alguns seguidores ao viver um momento difícil

Publicado em 13/09/2018, às 18h15

Marília Mendonça perdeu a cadela após um infarto. / Foto: Instagram/@mariliamendoncacantora/Reprodução
Marília Mendonça perdeu a cadela após um infarto.
Foto: Instagram/@mariliamendoncacantora/Reprodução
Estadão Conteúdo

A cantora Marília Mendonça lamentou a morte de sua cadela, Alice, na última quarta-feira (12), em seu Twitter, e fez um desabafo sobre a reação de alguns fãs ao dia difícil que contou estar tendo.

"Nojo. Tudo se baseia em dinheiro. 'Problemas de rico'. Vocês têm que parar com essa ilusão de que dinheiro traz a p*** da felicidade. O fato de trabalhar não me torna uma mutante super-heroína, não", escreveu.



"Minha cadela morreu na frente da minha mãe, eu não posso ficar em casa com ela porque tenho que trabalhar. Não consegui comer nada hoje, minha mãe me manda áudio chorando de 10 em 10 minutos .. Se fosse só ouvido entupido tava bom", explicou.

Marília ainda questionou: "Cadê a empatia diante do sofrimento das pessoas?"

MOTIVO DA PERDA

Sobre a morte de Alice, a cantora afirmou que a cachorrinha foi vítima de um infarto: "Foi causada por um incêndio nos arredores dos condomínios de Goiânia, acabamos de descobrir. Culpo quem agora? Quem vai trazer ela de volta?"



Comentários

Por Câmara Filho,13/09/2018

Vai procurar o que fazer. Sugiro enxugar gelo.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM