Jornal do Commercio
ELEIÇÕES 2018

Danilo Gentili fala sobre feminismo e respostas são reunidas em #CalaBocaGentili

Comentários sobre a mensagem publicada pelo apresentador se destacaram no Twitter

Publicado em 14/09/2018, às 16h07

Danilo Gentili / SBT/Divulgação
Danilo Gentili
SBT/Divulgação
JC Online

O apresentador Danilo Gentili publicou uma curta mensagem em seu perfil no Twitter sobre o feminismo e as eleições no Brasil, que repercutiu bastante na rede social nesta sexta-feira (14/9). Os comentários fizeram com que a hashtag #CalaBocaGentili ficasse em primeiro lugar nos Trending Topics do País neste horário.

No tweet, Danilo Gentili cita o que considera ser uma prova de que o feminismo não seria algo em prol do empoderamento feminino, mas "massinha de manobrinha". "Ao invés de votarem na @MarinaSilva - uma mulher - estão se mobilizando entre Ciro e Haddad. Por quê? Porque um líder macho hetero (sic) branco esquerdista assim ordenou", escreveu ele, em referência ao ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

As reações foram muitas, entre pessoas concordando ou discordando do apresentador e humorista. Entre as críticas, alguns usuários da rede social questionaram a associação feita por Danilo Gentili e também a visão dele sobre o feminismo, movimento mundial pela equiparação dos direitos civis e políticos das mulheres aos dos homens, com diferentes frentes de atuação.

A jornalista e deputada Manuela D'Ávila, vice do candidato à presidência Fernando Haddad (PT), também comentou o assunto: "Todo dia um macho diferente passando vergonha. Agora querendo nos ensinar a ser feminista. #CalaBocaGentilli", escreveu.



Danilo Gentili seguiu compartilhando algumas mensagens sobre política e críticas ação movida por dois promotores dos direitos humanos contra o youtuber Julio Cocielo. Nela, é exigido o pagamento de R$ 7 milhões por danos coletivos por um comentário feito sobre o jogador Mbappé durante a Copa do Mundo.

Na época, Cocielo publicou que "Mbappé conseguiria fazer uns (sic) arrastão top na praia". O youtuber foi bastante criticado com acusações de racismo e mensagens antigas dele nas redes sociais foram resgatadas.

Twitter

 



Comentários

Por marcia,26/09/2018

é porque a marina é cristã,e sua fé anula sua condição de negra e mulher pra esses grupos que são na verdade massa de manobra da esquerda.

Por wesley soares,21/09/2018

Ué? Pq vcs não falam sobre a tag que subiu #falamaisgentili e foi simplesmente excluída dos trending topicsç. Isso não é uma das formas de censura? Sendo que o twitter não excluiu a tag #Calaboca..

Por Leonardo,18/09/2018

Comentario resposta a esse projeto de mulher chamada Manuela D'avila Danilo Gentili via Twitter @DaniloGentili A @ManuelaDavila não é a pati q calou a boquinha toda submissa qdo macho/branco/hétero/rico ordenou q não fosse candidata? E qdo ele xingou mulher de grelo duro e seu adversário disse q esposa só serve pra dormir com ele e eleição é pra quem tem testosterona? Se calou tb? Sim ;)

Por Celso Daniel,17/09/2018

Matéria absolutamente tendenciosa.

Por Paulo,14/09/2018

Cadê o editor chefe deste portal, estão transformando este site num brasil247.... Um folhetim de 5ª categoria do petismo



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM