Jornal do Commercio
Lamento

Viúva de Catra confessa estar desesperada: 'Acho que estou ficando louca'

Silvia Catra, viúva de Mr. Catra, revelou estar sentindo muita falta dos cuidados que dava ao funkeiro

Publicado em 14/09/2018, às 08h21

Silvia Catra desabafa sobre perda do marido / Foto: Instagram/Reprodução
Silvia Catra desabafa sobre perda do marido
Foto: Instagram/Reprodução
Estadão Conteúdo

A viúva de Mr. Catra, Silvia Catra, usou o Instagram nesta quinta-feira, 13, para desabafar sobre o cantor, que faleceu no último domingo, 9. Ela revelou estar desesperada e diz sentir falta dos cuidados e mimos que dava ao funkeiro.

Desabafo

"Sempre fiz de tudo para ele. Dava banho, fazia a barba, cortava o cabelo e, quando ele entrava no banheiro, deixava a roupa dele arrumada. Eu dava comida na boca e aparava até os pentelhos se fosse preciso", escreveu. "Estou em total desespero. Desejo ouvir um 'Silvia faz isso para mim, pega aquilo para mim'. Acho que estou ficando louca", completou.



Visualizar esta foto no Instagram.

bom dia ...venho aqui compartilhar com vcs o meu desespero ????eu sempre fui uma pessoa que sempre fiz de tudo para o meu marido ,dava banho ,fazia a barba ,cortava o cabelo ,quando ele entrava para o banheiro deixava a roupa dele arrumada,esses anos todos que passei ele nunca escolheu uma roupa sempre eu que escolhia tudo dava comida na boca ???? aparava até os pentelhos se fosse preciso... eu chegava até a dizer o wagner não para de me chamar ....acho que ele me chamava umas 40 .50 vezes por dia quem frequentava nossa família como amigos mais chegados,família sabem muito bem do que eu estou falando agora me vejo em um total desespero pedindo pelo amor de DEUS pra ele me chamar e eu não consigo escutar tenho levantado todos esses dias com o coração desejando ouvir um Silvia faz isso pra mim ,pega aquilo pra mim ... Que tristeza gente ????????????????????. acho que estou ficando louca ????????????????por mais que eu saiba que ele está com Deus sempre tenho a impressão de que ele vai entrar pela porta Gritando meu amor cheguei Desculpa ????????foi só um desabafo

Uma publicação compartilhada por Silvia Mr Catra (@silviacatra) em


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM