Jornal do Commercio
Praça é Nossa

Carlos Alberto de Nóbrega diz que 'sonha' com contrato vitalício no SBT

Em entrevista a Tatá Werneck, apresentador revelou que renova o contrato de trabalho a cada quatro anos

Publicado em 30/11/2018, às 11h12

Carlos Alberto e Tatá Werneck / Foto: Reprodução/ Multishow
Carlos Alberto e Tatá Werneck
Foto: Reprodução/ Multishow
Estadão Conteúdo

Filho do humorista Manuel de Nóbrega, Carlos Alberto herdou o banco da "Praça É Nossa" desde 1987, no SBT. "Infelizmente, tenho de televisão o que meu pai não teve de vida e isso me incomoda muito. Quando vejo o sucesso da Praça, sinto um pouco de culpa, porque a ideia é dele", lamentou durante a edição do "Lady Night" desta quinta-feira, 29.

O humorista também disse que tentou atuar de forma diferente da do pai. "Ele tinha muita força, um carisma muito grande e eu não podia disputar com ele. Fiz exatamente o oposto. Ele era um senhor aposentado, eu com 82 sou um moleque naquele banco", explicou.



Antes, Carlos Alberto de Nóbrega trabalhou em outros programas humorísticos como "Zilomag Show", "O Riso é o Limite" e "Escolinha do Golias". Atuou em emissoras como TV Rio, TV Paulista e Record TV.

Sonho

Em entrevista à Tatá Werneck, ele revelou que, apesar de mais de três décadas trabalhando no SBT, renova o contrato de trabalho a cada quatro anos. "Um sonho? Contrato vitalício daquele pão-duro (Silvio Santos). Meu contrato é de quatro em quatro anos", declarou, brincando ao comentar sobre o patrão.





Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Copa América no Brasil Copa América no Brasil
Confira a relação da Copa América com o Brasil, o histórico e detalhes da edição deste ano, na qual a seleção terá que se virar sem Neymar, cortado do torneio. Catar e Japão participam como convidados
O nome dele era Gabriel Diniz O nome dele era Gabriel Diniz
José Gabriel de Souza Diniz, o Gabriel Diniz, ou simplesmente GD como os fãs o chamavam, morreu precocemente, aos 28 anos, em um acidente com um pequeno avião no litoral sul de Sergipe ocorrido na segunda-feira, 27 de maio de 2019.
Conheça o udigrudi pernambucano Conheça o udigrudi pernambucano
O udigrudi pernambucano reuniu um grupo de talentosos jovens músicos que, na primeira metade dos anos 70, gravou discos absolutamente não comerciais, fez rock and roll na terra do frevo, produziu festivais, insistiram na permanência do sonho.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM