Jornal do Commercio
BEETLE

Volkswagen anuncia fim da produção do Fusca

Conhecido com Beetle, Volkswagen fabricará últimos modelos especiais para encerrar produção do carro que fez história

Publicado em 13/09/2018, às 17h18

Edição especial de encerramento contará com Fusca em duras cores inéditas: bege e azul claro / Foto: Divulgação
Edição especial de encerramento contará com Fusca em duras cores inéditas: bege e azul claro
Foto: Divulgação
AFP

A Volkswagen anunciou nesta quinta-feira (13) que em 2019 deixará de produzir definitivamente a nova versão de seu mítico Fusca (Beetle, como conhecido nos Estados Unidos), com dois últimos modelos em quatro configurações diferentes para "celebrar a rica herança" de um carro que marcou a história do automóvel.

Branco, preto, cinza, com tonalidades de azul e bege, os modelos poderão ter carrocerias conversíveis ou cupê. De acordo com o G1, as novas versões serão equipadas com sistema de abertura do veículo e partida do motor com chave presencial, ar-condicionado automático, sensor de estacionamento, alerta de pontos cegos e três cores diferentes para a iluminação interna.



Decisão

"A perda do Fusca, depois de três gerações e cerca de sete decênios, deverá provocar uma variada gama de emoções entre seus numerosos devotos", disse Hinrich Woebcken, CEO da Volkswagen América do Norte, que explicou que a empresa se concentrará em veículos maiores e nos carros elétricos.

No entanto, o executivo deixou aberta a possibilidade de que em algum momento o Fusca seja revivido. "Nunca diga nunca", afirmou.


Palavras-chave




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Vida fit todo dia Vida fit todo dia
Apesar de a abertura do Verão no Brasil só acontecer em dezembro, no Nordeste há uma antecipação da data. Por esse motivo, que tal aproveitar esses meses de energia para cultivar bons hábitos e mudar o estilo de vida? Veja várias dicas de como se cuidar
BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM