Jornal do Commercio
Energia

Valores indevidos por Angra 3 serão devolvidos 'imediatamente', diz Aneel

Ressarcimento dos valores deverá causar uma redução nas tarifas de clientes de todo o País em abril ou maio

Publicado em 14/03/2017, às 23h01

Diretoria da Aneel decidiu corrigir o erro e repassar o valor ao consumidor da maneira mais rápida possível / Bernardo Soares/JC
Diretoria da Aneel decidiu corrigir o erro e repassar o valor ao consumidor da maneira mais rápida possível
Bernardo Soares/JC
JC Online
Com informações do Estadão

Os recursos cobrados a mais pela Usina de Angra 3 deverão ser devolvidos diretamente aos consumidores através de suas contas de luz. De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o ressarcimento deverá causar uma redução nas tarifas de clientes de todo o País em abril ou maio, conforme a data de leitura da fatura. As informações são do Estadão.

A Aneel também afirmou que a previsão é de que os recursos cobrados a mais ou a menos sejam repassados às tarifas uma vez por ano, na data do reajuste tarifário de cada distribuidora, divididos em 12 parcelas mensais. No entanto, a diretoria da agência decidiu corrigir o erro e repassar o valor ao consumidor da maneira mais rápida possível.



"Individualmente, não será nada muito representativo", disse o diretor-geral da agência, Romeu Rufino. O orçamento para Angra 3 previa um pagamento de R$ 1,8 bilhão. A devolução deve contribuir com um impacto médio de queda de 1,2 ponto porcentual nas tarifas. 

Prazos

Todas as distribuidoras do País terão as tarifas corrigidas em 28 de março. A retificação ficará clara na conta de luz. A cobrança indevida pela energia de Angra 3 foi dividida em 12 parcelas mensais. Já a devolução será feita de uma só vez, à vista, com remuneração pela taxa básica de juros (Selic).


Palavras-chave


Comentários

Por Fulvio,15/03/2017

A agência DAS empresas de energia elétrica cometeu este "pequeno" erro de R$ 2.000.000.000,00. Muito "comum" em países como o Brasil.



Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

JC 100 anos JC 100 anos
Para marcar os 100 anos de fundação, o JC publica este especial com um panorama do que se passou neste período em que o jornal retratou o mundo, com projeções de especialistas sobre o que vem por aí e com os bastidores da Redação do Jornal do Commercio
Sozinha nasce uma mãe Sozinha nasce uma mãe
Uma palavra se repete na vida dela: sozinha. Porque estava sozinha na gravidez. Sozinha na hora do parto. Sozinha nas primeiras noites de choro. Sozinha nos primeiros passos. Sozinha no registro civil. O JC conta histórias de luta das mães sozinhas
Segunda chance - Caminhos para ressocializar Segunda chance - Caminhos para ressocializar
Eles saem das prisões, mas as prisões não saem deles. Perseguem-nos até o final de suas vidas. Como uma condenação perpétua. Pena. Eles lamentam. Mas precisam seguir. E neste difícil caminho da ressocialização, o trabalho é uma espécie de absolvição.

    SIGA-NOS

    LICENCIAMENTO

  • Para solicitação de licenciamento, contactar editores@ne10.com.br

Jornal do Commercio 2019 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE |

PRIVACIDADE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM