Jornal do Commercio
PETROBRAS

Fitch: acordo da Petrobras nos EUA reduz risco de litigância

De acordo com a agência Fitch, a nota da Petrobras atualmente é BB Negativo

Publicado em 04/01/2018, às 17h22

"A Petrobras continua fazendo parte das investigações da Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM dos EUA) e do Departamento de Justiça relacionadas ao escândalo de corrupção da Lava Jato", afirmou a Fitch
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Estadão Conteúdo

A agência de classificação de risco Fitch afirmou nesta quinta-feira (4) que o acordo proposto pela Petrobras na quarta-feira (3) para encerrar a ação coletiva movida por investidores nos Estados Unidos representa crédito neutro para a companhia, caso seja aprovado. A nota da petroleira na Fitch atualmente é BB Negativo.

"O pagamento de US$ 2,95 bilhões pode ser coberto com dinheiro em caixa e o impacto na alavancagem e no fluxo de caixa é manejável", diz a Fitch em relatório.



Para a agência, o pagamento dessa multa pode pressionar o fluxo de caixa livre (FCF) a entrar marginalmente em território negativo.

"A Petrobras continua fazendo parte das investigações da Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM dos EUA) e do Departamento de Justiça relacionadas ao escândalo de corrupção da Lava Jato, o que reduz o risco de litigância e pode resultar em multas", afirmou a Fitch.

Apresentado na quarta, o acordo proposto pela Petrobras é constituído pelo pagamento de US$ 2,95 bilhões em três parcelas, sendo duas de US$ 983 milhões e a última de US$ 984 milhões. O trato será submetido à apreciação do juiz da Corte Federal de Nova York.


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

BRT: E agora? BRT: E agora?
Ele está ferido, sofrido. Esquecido. E sem perspectivas de melhoria. Tem sobrevivido como é possível e, apenas pontualmente, esboça reações positivas. O sistema BRT, Bus Rapid Transit, tem sofrido de inanição em todo o País. E poderá se perder.
Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM