Jornal do Commercio
DÍVIDAS

Porcentual de famílias endividadas cai para 60,2% em abril, diz CNC

Em abril, 10% das famílias endividadas afirmaram não ter condições de pagar suas contas atrasadas

Publicado em 03/05/2018, às 14h03

O porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso também diminuiu em abril de 2018 / Foto: Guga Matos/ Arquivo JC Imagem
O porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso também diminuiu em abril de 2018
Foto: Guga Matos/ Arquivo JC Imagem
Estadão Conteúdo

Seis em cada dez famílias (60,2%) relataram ter dívidas em abril, aponta a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio (CNC). O porcentual é pouco menor que o verificado em março, quando 61,2% das famílias estavam endividadas, e em abril de 2017, quando 62,1% informaram ter dívidas em cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro ou seguro.

Na avaliação da economista da CNC, Marianne Hanson, a queda reflete o ritmo menor de recuperação do consumo.

O porcentual de famílias com dívidas ou contas em atraso também diminuiu em abril de 2018. Passou de 25,2%, em março, para 25% no mês passado. Em abril de 2017, 25,4% informaram estar inadimplentes. No período pesquisado, porém, 10,3% das famílias pesquisadas declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso. Portanto, permaneceriam inadimplentes. O porcentual é levemente superior ao verificado em março de 2018 (10%) e no mesmo período do ano passado (10,2%).

A análise da PEIC por faixa de renda não mostra variações relevantes. Na comparação com março, o número de famílias endividadas diminuiu em ambas as faixas de renda tanto na faixa de até dez salários mínimos quanto na faixa acima de dez salários mínimos. Na comparação anual, porém, apenas o porcentual de famílias com renda mais baixa registrou queda - 62%, em abril de 2018, ante 64,1% no mesmo período de 2017.



O cartão de crédito continua em primeiro lugar como um dos principais tipos de dívida. 76,1% das famílias se declararam endividadas no cartão em abril. As dívidas com cheque especial, que afetavam 6,1% das famílias de forma geral em abril, pesa mais para as famílias de renda mais alta: 9,5% dos entrevistados nessa faixa. Já as dívidas com carnês afetas 16,5% do total de famílias, mas 17,8% das famílias de renda mais baixa.

A Peic Nacional é apurada mensalmente pela CNC desde janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.

 


Palavras-chave

Recomendados para você




Comentar


Nome E-mail
Comentário
digite o código
Desejo ser notificado de comentários de outros internautas sobre este tópico.

OFERTAS

Especiais JC

Especial educação Especial educação
E se você descobrisse que o futuro ligado às tendências que irão norteá-lo já chegou? O mundo hoje é um mar de oportunidades, para conhecimento, informação e inovação. Cada vez mais o profissional precisa evoluir. Por isso veja o caminho a seguir
A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza A revolução da ciclomobilidade: o exemplo de Fortaleza
A capital cearense, diferentemente da pernambucana – embora nordestina também – deu um salto na infraestrutura viária voltada para as bicicletas. A cidade está repleta de ciclofaixas. Por toda parte. E a grande maioria conectada
Cantos e Recantos Cantos e Recantos
A temporada de sol está nos espreitando, e a Praia de Boa Viagem é sempre uma opção de passeio. Mas que tal ousar um pouquinho na quilometragem e desbravar outros destinos? Pernambuco tem muitos lugares fantásticos e você vai adorar o roteiro que o JC fe

    SIGA-NOS

Jornal do Commercio 2018 © Todos os direitos reservados

EXPEDIENTE

Sistema Jornal do Commercio Grupo JCPM